90 Anos de Chico Anysio - A REALIDADE DE UM MITO ( Parte 23 )

15/04/2021

Os últimos Livros escritos por Chico, de 2003 em diante, não chegaram a ser tão expressivos , ou sucesso de vendas, mas alguns tiveram certo Destaque, como O Livro SALÃO DE SINUCA, lançado em 2004 pela editora Landscape.

SALÃO DE SINUCA é uma Coletânea das Melhores Piadas de Chico Anysio em Shows pelo País. " Durante estes 41 anos de Shows, foram Sete Milhões, Cento e Oitenta e Três Mil e Duzentos Minutos em que estive Criando, Pesquisando e contando Piadas e mais Piadas.. "

Chico Anysio, além de tudo, era Organizado. Em 1970, á Revista CLAUDIA ( Conteúdo já postado neste Blog ! ), Chico revelou seu Esquema : " Sou Superorganizado. Conservo as melhores piadas, os melhores SKETCHES, num Arquivo. Faço isso desde o primeiro programa na Rádio Guanabara. Na hora de fazer o Show, é só procurar o assunto. Se precisasse de piada sobre Bêbado, Boate, Custo de Vida, Moça Feia, Namoro, Hotel, Russos, não teria problemas. Qualquer assunto dá Piada. Sobre o Havaí, por exemplo, tenho 30 Piadas. O Arquivo tem umas 12.000 piadas, mais ou menos. " Imaginem então, de 1970 pra Cá..

Em quase toda sua Carreira, o Mestre Chico Anysio se dividiu entre as gravações de seus Programas na TV e as viagens pelo País com seus Shows, algo cansativo, mas um esquema do qual ele não abria mão, apesar de reconhecer as diferenças entre um trabalho e outro : " Na Televisão trabalho com uma equipe enorme, tenho o recurso da maquiagem, e o programa é gravado no período de até quinze horas, dependendo das dificuldades de cada dia. No Teatro, trabalho sozinho, apesar de contar com um conjunto e um trio vocal, sem poder utilizar o recurso da maquiagem, somente Voz e Gestos. A Televisão dá uma facilidade maior na composição do Tipo, mas o teatro dá uma liberdade maior ao que o Tipo Diz. Essa é a grande diferença " , contou em reportagem publicada em 1974 á revista AMIGA.

" A televisão é uma vitrine indispensável a quem quer fazer esse tipo de trabalho, e eu tinha essa vitrine. Os shows foram sempre de muito sucesso. Fiz shows por esse Brasil inteiro. Atuei em centenas de clubes, cinemas, teatros, circos, campos de futebol e ginásios. Só no CLUBE ATLÉTICO SANTISTA me apresentei mais de oito vezes. Cabral Júnior era meu empresário e houve dia de fazer quatro shows no mesmo dia.. (.. ) quando eu chegava nos clubes, o diretor social me indicava o camarim.

- Que camarim ? - eu perguntava.

- Pra você mudar a roupa dos personagens.

- Mas eu não mudo de roupa, nem faço caracterizações.

Era um desapontamento inescondível. Ninguém entendia. Mas, no final, ninguém se decepcionava. O show agradava muito e, de modo geral, ali mesmo já se combinava uma volta ao clube para novo trabalho ", revelou em sua Autobiografia.

Chico também tinha suas próprias opiniões sobre o PALAVRÃO em Shows : " Não sou dos que acham o palavrão INDISPENSÁVEL. Não. Mas faço parte dos que acham o palavrão uma coisa ACEITÁVEL, dependendo da Hora e do Modo como é Dito. Se a cena é num confessionário, pode ter um palavrão. Se é sobre Suruba, Não Pode. O palavrão só cabe nas cenas PURAS. Se o assunto tratado for sacana, o palavrão sobra. Qualquer excesso é demasiado. É preciso não chocar, é importante ser necessário. Além do mais, o linguajar atual é cheio de palavrões. Fala-se na vida real, tanto palavrão que considero absurdo alguém reclamar de um palavrão dito no palco.. (.. ) .. " Procuro dizer os palavrões que PODEM ser ditos. Os mais cabeludos não digo.. (.. ) .. Procuro falar, no meu show, como se fala na vida e a vida é, ela mesma, um PALAVRÃO. "

Chico era considerado por muitos um Homem absolutamente SEM CENSURA em seus Espetáculos. Em 1987, a Jornalista Norma Couri, na busca implacável por uma entrevista do Mestre para a PLAYBOY ( já Mencionada e já Postada Completa por este Blog ! ), foi atrás de Chico em suas Apresentações e se Surpreendeu : " Quando a plateia de 800 lugares repletos do BAURU TÊNIS CLUBE aplaudiu Chico de pé, apesar dos 109 Palavrões que recheiam sua hora de show, lembrei-me das palavras de Jô Soares : ' Chico é a pessoa mais generosa que conheço '. E do irmão Zelito : Com seu primeiro salário, aos 16 anos, Chico comprou minha primeira bicicleta, e não posso esquecer que ele Apanhava em meu lugar quando eu quebrava os vasos lá de casa. " E Chico Anysio explicou durante a Conversa : " Faz parte da Vida. : tem horas em que um só Palavrão resolve.. (.. ) .." Mas quem vai ao meu Show não é o Millôr ( Fernandes ), é o alfaiate do Millôr. Depois, há Palavrões e Palavrões. E depende de quem Diz e da forma como Diz. Se é o velhinho POPÓ ( Imita ) - " estou com a Bunda toda molhada " - , então pode. O Palavrão é uma atitude. Feio não é o Cocô, feio é Fome, Desemprego. Depois, o Palavrão é a garantia de que estou dando ao público aquilo que ele não vai ver na televisão. O Palavrão é o Toque debaixo do braço, porque o Riso provocado por ele é quase um Grito, uma Explosão.. " (.. ) .." A minha Mãe vê meus Shows e gosta muito. Porque faço tudo com Naturalidade. Estou no Teatro há 40 anos, e nada me surpreende. "

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais ) ( @salgkeke2 ).