90 Anos de Chico Anysio - A REALIDADE DE UM MITO ( Parte 58 )

22/05/2021

Acredito mais na Segunda Tese. Porque esses Episódios prosseguiram nas Plataformas de Streaming do Canal, e também pelo GLOBOPLAY. Existe uma certa Rejeição do Público, Sim. Assim como Chico já sofreu Rejeição algumas vezes com seus Trabalhos.

Chico Anysio, apesar do Sucesso e Genialidade Incontestável, já passou por alguns embaraços em sua trajetória televisiva, vários deles por culpa do Público. Em 1964, quando saiu repentinamente da TV EXCELSIOR e retornou a TV-RIO, não conseguia de forma alguma atrair o Público, apesar do SUCESSO ESTRONDOSO dos Primórdios do CHICO ANÍSIO SHOW. " Tentei de todos os modos e por todos os lados. Era Derrota em cima de Derrota. Joguei mais de trinta Personagens fora nesta Fase Negra da minha Carreira.. ", contou em sua Autobiografia de 1992. Só Recobrou o Sucesso quando novamente trocou a TV-RIO pela EXCELSIOR, por volta de 1966. CHICO CITY, na TV GLOBO, durante os anos 70, era Líder Absoluto durante todo o tempo em que esteve no Ar ( de 1973 a 1980 ). Quando surgiu CHICO TOTAL, em formato diferente, e sendo Mensal, não atraiu o Público. " Com a Passagem do meu programa para Mensal, 1981 foi um ano ruim para Mim no Teatro. Nenhum Espetáculo naquele ano teve casa lotada. Houve dias em que foi preferível cancelar a apresentação, de tão pequena a plateia.. (.. ) ..O Programa Mensal esfregou na minha Cara uma Certeza que Eu já tinha : a Televisão é mesmo uma grande Vitrine. Ela é quem faz os cinemas e os teatros lotarem."

Já a segunda Versão de CHICO TOTAL, em 1996, que ia ar Ar todos os Sábados, marcou o Retorno de Chico á tela, após anos caracterizado apenas de PROFº RAIMUNDO, na ESCOLINHA. Apesar do Sucesso e Audiência, sofria com a Disputa acirrada com o humorístico A PRAÇA É NOSSA, que ia ao ar no mesmo horário pelo SBT, mas em nenhum momento apresentou problemas de rejeição ou fracasso de Audiência. Uma certa diminuição na reta final. Nada que abalasse seu Sucesso, mas que fez Chico mudar suas visões a respeito de seu Público e também, sobre a Mídia. Em várias entrevistas, desabafava : " Faço tudo pelo meu Público e Ele não me compreende ", se referindo a um Argumento Absurdo e Contraditório que quase sempre ouvia das pessoas : " Eu tenho mais de 200 personagens e encontro pessoas que me falam : ' Pô, Chico , Sempre os mesmos !, me pedem Mudanças. " E Era extremamente Curioso esse Comportamento ( já retratado por Mim neste Blog, no Antigo Espaço PENSAMENTOS SOBRE UM ÍDOLO >> https://www.memorial-chico-anysio.com.br/l/humor-fracassos-e-solucoes/ ). MUDANÇAS são oportunidades de fazer Rir de outro jeito. Mas sempre preferiram a MESMICE. A tal que tanto se queixavam para Chico !! Bastava Chico tentar outros Esquemas e outras Ideias, os Programas eram Rejeitados.

Em 1999, dividido entre Atividades no Brasil e E.U.A, estreou O BELO E AS FERAS pela TV GLOBO, onde encenava como ELE MESMO, com poucas Caracterizações e sem Personagens fixos, nem as atrizes e os atores convidados, em histórias baseadas nos formatos das Sitcoms ( Comédias de Situação ) americanas. Apesar de Engraçado e Criativo, o público não embarcou na Ideia, sentindo falta de Chico na Pele de seus diversos Personagens Clássicos. O Humorístico durou apenas 5 Meses ( de 6 de Janeiro a 22 de Maio ).

Chico Anysio chegou a desabafar em sua Autobiografia : " O Programa que Eu mais Gostei de fazer foi o que Mais trabalho me deu e o que Menos Agradou. Inexplicável. Era um CHICO ANYSIO SHOW dirigido pelo Gonzaga Blota ( Falecido em 2017 ) e ambientado, a cada semana, num Cenário ou abordando um Tema. Fizemos programas passados na Favela, no Cangaço, no tempo de Tiradentes, numa Escola de Moças, no Teatro de Revista, etc. Era uma Mão-de-obra incrível. Fiz gravações em Ouro Preto, Maricá, Sepetiba, Floresta da Tijuca, em Favelas e Praias. Gravei em hotéis, em Clubes do Rio, uma loucura. Eu me sentia Pescador. Acordava e logo olhava o Céu, na esperança de um dia bonito, porque a Chuva estragava a gravação. Foi um trabalho bastante difícil, mas muito bonito. Eu recebia textos de quinze Autores, ia para Correias e lá escolhia os que entrariam no Programa, fazendo uma ligação e tornando aquela colcha de retalhos um Programa que DESLIZAVA, com Personagens se Cruzando, etc.. ..Na gravação da Favela fiz 9 Personagens. Subia 103 Degraus para gravar a Cena, e descia os mesmos 103 para MUDAR O TIPO. Foram 927 Degraus que Subi e Desci, debaixo de um Sol Fervente. No Final do Programa Eu apresentava ' Cenas do próximo Programa ', pois trabalhávamos com o adiantamento de dois, o que permita este Luxo. O Trabalho do Blota me Impressionou. Ele sabia tudo de Cor. Muitas vezes dava a impressão de estar gravando a Cena de modo Errado, mas na Cabeça Dele estava a Verdade. No Ano inteiro ( 1986 ) não houve um Único Erro de Enquadração, Continuidade ou Pulo de Eixo.. (.. ) ..Um Gigante o Blota. Um Companheirão. Uma Competência Rara. Poucos Diretores conseguem trabalhar Tanto e Tão rápido.. (.. ) .. Mas o Programa não Funcionou. Nenhum Deles deixou de ser, no mínimo, Muito Bom . O do Cassino e o do Parque de Diversões foram quase OBRAS DE ARTE, mas o Público não queria aquilo. Um Furo na Água. O IBOPE estacionou num número apenas razoável e, no fim do Ano, quando se fez a Pesquisa Habitual, veio o Repudio geral aquele tipo de Programa. O Público queria os QUADRINHOS. Foi uma grande Decepção, já que meu Plano era aproveitar todos os cenários no próximo ano, fazendo Programas Semelhantes. Tive que mudar. Além da Recusa do Público, o Blota saiu do programa, preferindo voltar ás Novelas.. "

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais ) ( @semprefrancisco )