A Tristeza por trás do Humor

11/12/2019

Chico Anysio costumava dizer que a Matéria-prima do Humor eram os Problemas Sociais e os do Cotidiano. " Há Países em que não existe Humoristas ou Programas de Humor. A Suíça, por exemplo. Faz Relógio e Chocolate e é Feliz. A Felicidade não produz Gênios. Qualquer coisa relativa á Arte nasce nos momentos mais Difíceis. "

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora, pesquisadora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais )

Para além desse FATO, há outro Aspecto muito Comum, que deu Origem a uma TEORIA no que diz respeito ao HUMOR : TODO HUMORISTA OU COMEDIANTE, NA REALIDADE,  É TRISTE.

Com algumas Raras exceções, isso também é FATO. O Mestre Chico Anysio, que era assumidamente um Depressivo, em várias declarações ao longo da Carreira, sempre deixou claro Ser o Oposto de seu Trabalho : " Sou um Cara de Pouco Riso ". 

Em 1971, ao Jornal O ESTADO DE SÃO PAULO, Confessou : " Eu sou um sujeito Triste. Sou mesmo. Um cara Incapaz de alegrar um Grupo num botequim de esquina. Acontece que sou um Profissional do Humor. E cada vez que chego a algum lugar, já tem alguém Rindo por Antecipação. Aí eu fico Engraçado.  " Isto é outro Aspecto Comum ( o lance de todo Humorista ser considerado Engraçado na Vida Real ou possuir a Obrigação de estar Sempre Feliz, mas aí já é assunto a se abordado por Aqui Futuramente ). 

Em 1974, em entrevista concedida á extinta Revista MANCHETE, declarou : " Para mim é bom ser Tímido, porque Sou um Cara de pouco Riso. Dessa maneira, quando acho graça numa coisa, é de se Supor que ela seja realmente Engraçada. Em meu Trabalho, ponho aquilo que me faz Rir, e assim tenho certeza que os Outros também vão Rir. Por isso, acho que a Tristeza, a Melancolia e a Seriedade são qualidades necessárias a um Humorista. O Cara que é muito Alegre e Extrovertido não é Humorista, vai ser Gaiato ! Todos os Humoristas que conheço são pessoas bem diferentes na Vida Real. Eles dizem coisas Espirituosas e Engraçadas, mas raramente dão Gargalhadas. E nem é dever deles dar Gargalhadas, e sim fazer com que dêem. Ou melhor ainda, fazer com que Pensem. "

Ainda em 1974, em outra entrevista concedida á MANCHETE, voltou a comentar esse Assunto : " Sou um Triste porque sou um Humorista. Não sou Engraçado nem Extrovertido. Mas ás vezes estou achando uma Graça enorme e estou profundamente Sério."

O Humor, além de lidar com questões difíceis, e ás vezes até mesmo Trágicas, sempre com o objetivo da REFLEXÃO para além do RISO, esconde Características de diversos Profissionais. O Humor também acaba não sendo apenas a VÁLVULA DE ESCAPE de quem Assiste e se Diverte, mas o OPOSTO de quem o FAZ. PRODUZIR/FAZER Humor, nesse Âmbito, tem significado Amplificado.