90 Anos de Chico Anysio - A REALIDADE DE UM MITO ( Parte 10 )

01/04/2021

POLÍTICA era um TEMA recorrente em seus Programas. Chico Anysio, ao longo da Carreira, dizia que seu trabalho no Humor fazia CRÍTICA SOCIAL. Alguns repórteres chegaram a Contestar essa afirmativa, dizendo se tratar de HUMOR POLÍTICO. Chico se debruçava sobre os mais diversos aspectos do Comportamento Humano em Geral, mas isso, em boa parte, incluía a área POLÍTICA, principalmente como forma de DENÚNCIA ou ALERTA.

Certa Vez o Mestre, em entrevista ao Jornal O ESTADO DE SÃO PAULO, declarou : " Qualquer coisa relativa á arte nasce nos momentos mais difíceis.. (.. ) Você não conhece um grande humorista suíço. A Suíça faz Relógio e Chocolate e é Feliz. A Felicidade não produz Gênios.. (.. ) O Mundo está muito Feio. O Brasil mais Feio ainda. " (.. ) " Política é uma brincadeira, uma coisa que não se leva á sério. " Eis que a Repórter Pergunta : " Nem com Humor não dá para falar ? " Chico respondeu : " Não vou estragar meu Humor com isso ! "

Já o Trabalho Humorístico de Chico, em Si, tinha ( e Muito ! ) o Aspecto POLÍTICO Inserido. SALOMÉ, em plena época de Ditadura Militar ( apesar de ter sido idealizada em um período de ABERTURA ) ficou Eternizada por sua Satirização Política e seus " Telefonemas " ao Presidente João Baptista Figueiredo, que, aliás, tinham Ótima relação na Vida Real. " Nos cruzamos cordialmente quase todos os dias, porque somos vizinhos.. (.. ) .." Gosto dele desde o dia em que, tendo Cavalos ( 43 ) na mesma cocheira que ele, assisti a uma cena incrível. Por causa de um entrevero, o cavalariço foi demitido. Aí o Figueiredo foi pra casa, achou que o cavalariço tinha razão, voltou, pediu desculpas e o readmitiu.. (.. ) " ..Conversamos sobre Cavalos, não sobre a SALOMÉ.. (.. ) " .. " Só pedi a ele que, se for candidato outra vez, telefone antes para a SALOMÉ. Porque o povo vive pedindo a Salomé, mas ela só tem domínio sobre o Presidente João Batista.. (.. ) .." Ele Disse para Eu falar com o Sarney. Mas com o Sarney não dá. A Salomé foi Professora do João Batista. Para o Sarney eu não fiz um quadro humorístico, eu Pintei um quadro, embora não tenha nenhuma pretensão de ser ' CHICASSO '. Chamava-se O SAPATEIRO, para ver se ele consegue botar meia-sola nesse país.." contou Chico, rindo, na entrevista para a PLAYBOY em 1987. Chico Anysio e José Sarney chegaram a ter um Encontro em 1985, quando Chico o Visitou no Palácio do Planalto. Chico fez uma Visita Informal ao Presidente e almoçou com Ele. Tancredo Neves havia Falecido, Sarney assumiu o Cargo de Presidente e Chico, durante a Visita, se dispôs ao Serviço da Nova República. Até cogitou-se a possibilidade da criação de um Personagem que seria amigo de infância do Presidente e conversaria com Ele ( nos moldes da SALOMÉ ).

A Tal Paixão de Chico por CAVALOS, em comum com Figueiredo, era do Conhecimento de Muitos. " Sempre fui um Fanático por Cavalos. Daqueles que não deixam de ver uma Corrida sequer, que roem as unhas por todos os dedos, torcendo pelo Favorito. Toda essa paixão pelo Turfe Eu sempre considerei como um Hobby, uma diversão. Nunca pretendi ter Lucro. Mesmo agora que sou proprietário de tantos Cavalos, não estou preocupado em Faturar. Para ser Franco, até mesmo com um certo Prejuízo Eu continuaria com meus Cavalinhos, só pelo Prazer de Vibrar", contou á extinta Revista CONTIGO. Na época, Chico pretendia se tornar o maior Criador de " Puro-Sangues " do Rio de Janeiro.

A Paixão de Chico Anysio por Cavalos começou ainda criança, aos 6 anos de idade, quando, ainda no Ceará, acompanhava o Pai no Hipódromo e aprendeu a gostar dos Puro-Sangues, animais Dóceis, Inteligentes e de Beleza incomum, como Ele mesmo os definia. Fundador do STUD CHICO CITY durante a década de 70, teve cavalos com o treinador Roberto Morgado e com o filho deste, Eulógio. O afastamento de Chico do Turfe, segundo Ele, se deu por causa de dois Casamentos.

Foi por volta de 1975 que Chico começou a desenvolver suas APOSTAS no TURFE e deu início a CONSOLIDAÇÃO de sua Criação de Cavalos. " Meu Esporte agora é o Turfe. Mas não jogo um Tostão nos meus Cavalos. Quando um Deles ganha, é o meu grande Prêmio. Quando perde, Eu fico em casa, não tenho Prejuízo. ", contou á extinta Revista FATOS E FOTOS, da editora Bloch, em 1976. " Os ' Cavalinhos ' chegaram á minha vida quando um amigo me ofereceu um Animal muito barato. Comprei. Hoje estou com um Haras pequeno : os técnicos já disseram que lá só cabem 10 Cavalos, 10 Potros, melhor dizendo. Mas o STUD CHICO CITY já tem 22 Cavalos correndo com a camisa laranja e o boné preto. PANDOLÉ foi o primeiro. Deu Sorte, e deu Certo. Talvez porque, a pedido do Padrinho Haroldo Barbosa, eu tenha mudado a Cor da Farda. "

Chico Anysio só Retomou sua Paixão pelo TURFE quase 30 anos depois.

Em 2002, ao Jornal O GLOBO, época em que retornou com sua Criação de Cavalos, contou : " Tive dois casamentos com Mulheres que não gostavam de Cavalos ( Regina Chaves e Zélia Cardoso de Mello ). Aí não teve jeito. Juntando isso ao meu Ritmo de trabalho, fui obrigado a me afastar. "

Na Reportagem, Chico contou que o responsável por sua Volta ao Turfe foi o advogado Antônio Landim Quintella. Aos 71 anos, e com Ritmo de trabalho forçadamente reduzido por conta do " Descaso " da TV GLOBO, que pouco o aproveitava em sua Programação, Chico declarou na ocasião que o Turfe era sua Única Diversão, gastando o tempo restante apenas com Shows pelo país e projetos como Livros e Exposições de Quadros.

Entre o STUD CHICO CITY II, em Sociedade com o Filho Nizo Neto e o ELIANÍZIO, com seu irmão, eram quase 50 cavalos alojados em duas cocheiras. As poucas horas ao lado dos animais revitalizavam sua Energia : " Voltar ao Turfe foi importante, pois adoro Conversar com eles. Ninguém me convence que os cavalos não entendem o que a gente diz. A gente dá Carinho a eles e eles sempre retribuem. "

Em 2002, mesma época em que retornou ao Turfe, Chico planejava uma Campanha para tentar a substituição do asfalto das Vilas Hípicas e do caminho do Prado por terra. Segundo Ele, os riscos seriam imensamente menores para os Cavalos : " No asfalto, as ferraduras se desgastam e os Cavalos ficam mais expostos a Lesões. O Ambiente deveria ser totalmente favorável aos Corredores. Afinal, são eles os Donos do Espetáculo ".

Ao lado de Fábio Nossar, também proprietário de Cavalos, Chico Anysio criou a empresa TROTE EMPREENDIMENTOS que estava em negociações com o JOCKEY CLUB BRASILEIRO para a Introdução de duas Modalidades de Aposta : " Haverá uma Campanha Nacional e um trabalho sério e bem desenvolvido e uma oportunidade para se ganhar muito Dinheiro, o que certamente trará sangue novo para o Turfe do Rio ", declarou Chico.

Para Chico Anysio, a Renovação era necessária : " Acho que as mesmas pessoas que estão lá, são as mesmas de décadas passadas. O Turfe precisa também de gente nova, interessada, empolgada e ativa. O Turfe precisa ser Redescoberto, e rapidamente. "

Assim que voltou a ter Cavalos, Chico os manteve no Centro de Treinamento do HARAS VERDE E PRETO, em Teresópolis, com o treinador Cosme Morgado Netto. O responsável pelos cerca de 50 Corredores dos STUD CHICO CITY II e ELIANÍZIO, no Hipódromo carioca, era o treinador Marcos Ferreira, escolhido por Chico por indicação de vários Amigos. " Decidi pelo fato de só ter ouvido falar bem dele. É um Profissional Correto e que gosta de Cavalos ".

Há pouco tempo, houveram especulações midiáticas de que a Paixão de Chico Anysio por Cavalos era como uma espécie de " Vício " que acabou prejudicando seu " Status Financeiro " ( especulações provenientes de Polêmicas em torno de Assuntos Particulares que, infelizmente, acabaram expostos de forma Sensacionalista, se tornando um ' Prato Cheio ' aos Veículos de Comunicação - na realidade, uma Desimportancia, uma vez que qualquer pessoa, famosa ou não, tem o Direito de fazer com suas Finanças o que bem entende, assim como seus Hobbies particulares e o Grau de assiduidade Neles, também não importam ).

Há quem afirme que Chico teria abandonado completamente o Turfe por influência de sua última Esposa, que, alguns meses antes do falecimento de Chico, havia se tornado Vegetariana e Defensora das Causas Animais ( Afirmação sem Base Sólida ).

Voltando ao Aspecto Politico no Humor de Chico, JUSTO VERÍSSIMO, um de seus Personagens Clássicos, se consagrou na TV mostrando a Verdade NUA E CRUA do comportamento dos Líderes do Poder. Nasceu de uma conversa com o cantor Agnaldo Timóteo, á época Eleito Deputado pelo Rio de Janeiro. Agnaldo contou a Chico o Espanto que sofreu em observar o DESCASO dos Políticos na Câmara em relação ao País. Chico somou o conteúdo dessa Conversa com outra história que o cantor Alceu Valença havia lhe contado anos antes : Um político nordestino que, depois de eleito, passou a ter ' Horror aos Pobres '.

ESTADOS ANYSIOS DE CHICO CITY, de 1991, havia sido criado com o propósito de Satirizar a Política e retratar de maneira cômica a Situação do País em pleno Governo Collor. JUSTO VERÍSSIMO, eleito Presidente, e JOÃO NINGUÉM DA SILVA, mendigo que costumava invadir a sede da prefeitura para usar o telefone e conversar com alguma Figura Importante da Política ou Celebridade, foram os principais Destaques desse âmbito Político, que não conseguiu se sustentar dentro do Programa por rejeição do Público ( assunto já tratado há tempos Aqui neste Blog ! ).

Na Verdade, Chico Anysio usava as questões Políticas como forma de fazer CRÍTICA SOCIAL, para além de todos os outros aspectos de Comportamento Humano retratados em Personagens, ainda que a POLÍTICA propriamente dita, não fosse um assunto do seu agrado.

Em Agosto de 1984, Chico Anysio recebeu o Título de CIDADÃO HONORÁRIO DO RIO DE JANEIRO, em sessão Solene promovida pelo Vereador da época, Carlos Imperial ( O famoso Produtor Artístico dos Anos 60 e 70, responsável pelo Surgimento de Roberto e Erasmo ). " Este Título é a Incorporação de um Fato. Sou um Carioca arregimentado, com 45 anos de Rio. Ser Carioca é um Estado de Espírito. " No Rio, Chico Anysio Cresceu, se Estabeleceu na VIDA e na PROFISSÃO, se Casou várias vezes e onde Todos os seus Filhos Nasceram ( apenas Rico Rondelli e Rodrigo Cardoso nasceram em São Paulo ).

" Fiz muitas Piadas a respeito desta Casa, mas esta Homenagem me mostrou que preciso me Penitenciar. Este momento ficará entre as grandes Emoções da minha Vida, como chegar ao Rio de Navio, aos oito anos, ser nome de Rua em Maranguape, onde nasci há 53 anos, e receber diversos convites para me candidatar a Senador pelo Ceará. Mas política não é o meu Ramo. "

Também em 1984, foi o GRANDE HOMENAGEADO no Carnaval do Rio de Janeiro, sendo TEMA da CAPRICHOSOS DE PILARES. A Escola Desfilou em 4 de Março daquele Ano com o Enredo A VISITA DA NOBREZA DO RISO A CHICO REI, NUM PALCO NEM SEMPRE ILUMINADO, conquistando o 6º Lugar no Campeonato.

Antes, em 1982, Chico e Arnaud Rodrigues haviam Retomado o Grupo BAIANOS E OS NOVOS CAETANOS, no LP A VOLTA. Em 1985, lançaram SUDAMÉRICA. Porém, estes LP'S não conseguiram o Sucesso e Popularidade dos Anteriores de 1974 e 1975, que os Consagraram.

Em 1983, enquanto prosseguia com " CHICO SET " Modificado, lotando as noites do Restaurante VELHO GALEÃO, no RJ, elaborava seu 11º Livro. A Estória de O TIETE DO AGRESTE era Publicada diariamente no Caderno de Variedades do Jornal ÚLTIMA HORA ( RJ ). A Saga do nordestino BIO, nascido SEVERINO, que resolveu proclamar a independência do Nordeste, dividindo o país em BRASIL-ESTE, o Sul, e o "BRASIL-DA-PESTE," era contada no Jornal em partes, numeradas, com Desenhos do Cartunista Jorge Guidacci. Em 3 de Julho de 1984, foi lançado o Livro pela editora Rocco. 

Em 1981 Chico tinha parado de se dedicar aos Livros e Escrever por conta de outro Ofício : a PINTURA. Apesar de ter declarado algumas vezes que seu interesse pela pintura começou em 1981, já na década de 70 tinha a pintura de quadros como um de seus Hobbies. Em 1984 resolveu investir na Carreira de Pintor. " O que era apenas um hobby, aos poucos transformou-se em uma importante fonte de renda e relaxamento, ou, como gosto de definir 'um emprego para a velhice ' ", contou em seu antigo Site Oficial. " Eu sempre tive vontade de pintar e essa vontade aumentou cada vez mais. Eu apenas não tinha lugar e menos ainda, tempo. Morava em um apartamento com pouco espaço, mas depois me mudei para uma casa, onde pude fazer o meu Atelier. " " Desde 1984, participei de várias exposições em todo o Brasil e no exterior. Sempre frequentei exposições de amigos, visito museus, mas a minha pintura não tem nada a ver com isso. É uma pintura muito plácida e com a intenção de que o quadro seja uma janela que a pessoa coloque na sua parede. Eu classificava minha pintura como pós-impressionista porque eu pintava o que via nas fotos não da forma que se vê, mas da forma que acho que deveria ser. O que eu pinto, escrevo ou represento não tem relação alguma entre si. "

Em 1985 a Grande Novidade de CHICO ANYSIO SHOW ficou por conta da TVQCV, uma Fictícia Emissora de Televisão, da qual transitavam os Personagens de Chico. Em 1986, sob Direção de Gonzaga Blota, o Humorístico se tornou TEMÁTICO, ambientado semanalmente em um Local diferente. Em 1988, Francisco Milani assumiu a Direção, tendo Cininha de Paula, sobrinha de Chico, como assistente. A Ideia da temporada era Chico Anysio e os Bastidores, no Camarim, entre uma Encenação e Outra, sempre com um Convidado Especial a cada Episódio. Em 1989, o Esquema permaneceu Igual. Porém, o Sucesso já não era tão expressivo. Um dos principais motivos foi o Desentendimento com a TV GLOBO, que quase o fez TROCAR a Emissora pelo SBT. Tudo por causa da Criação da Série GRUPO ESCOLACHO, Programa que foi Idealizado por Ele e que foi ao Ar em Dezembro de 1988. Essa Ideia Surgiu de uma Preocupação do Chico naquela época : " De quem meus Netos vão Rir ? " Esse Especial ( Programa Piloto ) tinha o Objetivo de lançar e formar NOVOS COMEDIANTES, e, depois de ser exibido, estava tudo acertado para que continuasse na grade de programação da Globo em 1989. Tempos depois, sem explicações, foi VETADO pela emissora, o que gerou grandes problemas e atritos entre Chico e a Globo, e quase ( quase ) o fez ser Contratado pelo SBT. " O Boni resolveu que o Programa não saía mais. Isso me deixou numa situação muito ruim, porque as Pessoas vieram até Mim.. (.. ) ..Eu tinha me Apalavrado com 70 Atores, teve até uma atriz que rompeu Contrato com a MANCHETE para fazer o Programa.. (.. ) ..Eu tinha, nessa ocasião, um outro Programa. Deu para quebrar o galho de uns 30, talvez. Mas 40 Colegas ficaram com Impressão errada a meu respeito. E Eu não fiz por onde, né ? Eu fui um dos Atingidos. Eu só não fui para o SBT porque não tinha um Estúdio aqui no Rio onde pudesse ser feito o Programa. E o Silvio Santos não podia bancar a ida de 80 atores semanalmente para São Paulo" relembrou em uma Entrevista, em 1994.


Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais ) ( @salgkeke2 ).