90 Anos de Chico Anysio - A REALIDADE DE UM MITO ( Parte 13 )

04/04/2021

Em 1992, retornou ao FANTÁSTICO no quadro SECRETÁRIA ELETRÔNICA, onde respondia semanalmente ás mensagens/perguntas dos telespectadores que eram enviadas através do Aparelho. O quadro durou pouco tempo, e, naquele mesmo ano, Chico foi Comentarista de notícias ( com seu Humor Satírico peculiar ) nas madrugadas do JORNAL DA GLOBO. Só não conseguiu Convencer o Público como Comentarista Esportivo. Apesar de exercer o OFÍCIO desde o final dos Anos 40, nos tempos de Rádio, e de ter trabalhado em várias Emissoras de Rádio falando sobre Futebol ( Chegando a ser Convidado Especial no ICÔNICO Programa MESA REDONDA, da TV GAZETA em meados dos Anos 90 ), e também fazendo parte da Equipe de comentaristas da TV GLOBO nas Eliminatórias das COPAS AMÉRICA e COPA DO MUNDO, ao lado do Rei PELÉ, as Pessoas estranhavam, inclusive seus Fãs. Alguns Fãs, e também pessoas Famosas do RAMO, Ousadamente, até chegaram a dizer em vários lugares que Chico Anysio era um verdadeiro " Desastre " Analisando Partidas de Futebol ).

A Verdade é que Chico desempenhava seu Papel com SEGURANÇA, pouco se importando com estranhezas ou julgamentos a seu Modo de Opinar sobre Futebol. Sem se utilizar do Humorismo habitual de sua Profissão para chamar a atenção dos telespectadores, era INCISIVO. " Futebol é coisa Séria, não há espaço para brincadeiras. "

Ainda assim, durante as Eliminatórias da COPA AMÉRICA de 1989, não perdeu a chance de um " Trocadilho " referente a Seleção Brasileira, em uma das Partidas, ao comentar o Desempenho do Jogador CARECA, que havia feito 4 GOLS : " O Romário já está ' Careca ' de saber que Perdeu a Posição. "

No Teatro, foi Autor da já Mencionada SALAMÊ MINGÜE, Peça Teatral a qual dedicou á Maria Clara Machado ( famosa Autora de Peças Infantis e Fundadora do Teatro Tablado - RJ ). Dirigiu seu filho Lug de Paula no Show SEU BONECO, referente ao famoso Personagem eternizado na ESCOLINHA DO PROF° RAIMUNDO. Nos Palcos, ainda lançou seu Novo Show : DIÁLOGOS, que contava com a Participação de vários Artistas em ÁUDIO ( daí o Nome do Espetáculo ).

1992 também foi o Ano em que Consolidou sua Carreira de PINTOR. Seu mentor na pintura foi o amigo e artista plástico Roberto de Souza, e chegaram a expor quadros Juntos, como na Bahiarte, naquele Ano, mesma época em que Chico concedeu entrevista á rádio Universidade : " Minha admiração na pintura vem do meu artista predileto, o Renoir, e aqui no Brasil, Juarez Machado, Romanelli e Sérgio Telles. No início, eu tive dois professores, Solano Finardi e Roberto Souza. Comecei em figurativo, passei para casarios e depois para marinhas. Os ensinamentos do professor Roberto de Souza foram maravilhosos, pois aprendi como afastar e aproximar uma montanha, a luz do quadro, fazer o meio tom. Tudo que eu sei de técnica, devo ao Roberto. Tive uma grande alegria na minha vida quando Silvio Pinto, indo a uma exposição minha, disse que eu já estava entre os dez melhores marinhistas do País. Um elogio, vindo de um mestre, que me agradou muito."

Em 1993, estreou DIÁLOGOS II, continuação do Espetáculo anterior, com Novas Participações. Ainda em 1993, dirigiu É CANA E BRAVA, Show que marcou o lançamento do humorista Tom Cavalcante nos Palcos.

Em 1995, esteve na Série ENGRAÇADINHA, SEUS AMORES E SEUS PECADOS, contracenando com a protagonista Claudia Raia entre os Capítulos 5 e 6, no Papel de um agente Funerário. Ainda em 1995, Chico Anysio teve Participação Especial no Programa BRASIL LEGAL, de Regina Casé. O Mestre participou de um Episódio cujo tema era a Linguagem dos Brasileiros e as variantes de gírias e modos de se comunicar, de acordo com as regiões do país. Chico deu depoimentos a Regina e contracenou com Ela várias cenas engraçadas sobre o tema abordado.

No mesmo Ano foi Diretor de uma das Peças Teatrais de maior Sucesso da comediante Fafy Siqueira, a já mencionada FAFY SE QUEIRA, OU NÃO QUEIRA, peça Escrita por Ele próprio, e que chegou a ter outra Versão com o mesmo Nome. Anos mais tarde, voltou a dirigi-la no teatro com o espetáculo DÓ-RÉ-MI-FAFY. Ainda dirigiu o filho Nizo Neto e outros atores na também já mencionada  Peça TV SÁTIRA.


Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais ) ( @salgkeke2 ).