90 Anos de Chico Anysio - A REALIDADE DE UM MITO ( Parte 16 )

07/04/2021

HOMOSSEXUALISMO foi Outro TEMA sempre explorado através dos Personagens de Chico Anysio.

PAINHO, HAROLDO, MARMO CARRARA, DR. ROSSETI, MARIANO ( Estilista que Satirizava nomes Importantes da MODA dos Anos 70, como Clodovil e Denner ), OLEGÁRIO RAPP ( Colunista de Moda e Estilo ).. Chico Anysio Desfilou vários Personagens GAYS ao longo de sua Carreira, e TODOS faziam SUCESSO, em Épocas onde não existia MI MI MI e o HOMOSSEXUALISMO, apesar de ainda ser TABU, era Retratado sob uma Perspectiva de Reflexão e Debate, não tendo Relação com GOZAÇÃO ou PRECONCEITO, apenas uma COMICIDADE proveniente das Situações da época.

HAROLDO, um dos Personagens mais Populares de sua Galeria de Tipos, foi Criado pelo redator Paulo Duarte. LUANA havia largado o " Reduto " para se tornar " MACHÃO ". Da noite para o Dia se tornou HAROLDO, O HÉTERO ! Ao lado de LEON, a " Amiga " inseparável, se metia em várias situações embaraçosas, tentando mostrar sua " Masculinidade " e sempre acabava Desmascarado !! Sucesso de público, se tornou um dos Personagens mais Populares de Chico Anysio. " Foi de um assunto sério como a AIDS que surgiu o quadro do Haroldo. Humor é coisa séria. Como não posso mudar o Mundo, uso o Humor como Arma para dizer o que penso ", declarou Chico em 1987. Na mesma época, Paulette, o intérprete de Léon, explicou a popularidade do Personagem : " Tá cheio de Haroldo solto por aí. " Paulette trabalhou com Chico em CHICO ANYSIO SHOW e em EACC ( Estados Anysios de Chico City ). Faleceu em 1993. HAROLDO só voltaria á TV em CHICO TOTAL, de 1996, desta vez em parceria com MARTINO/TELMA, interpretado pelo humorista Eduardo Martini, que protagonizavam situações Hilárias !

DR. ROSSETI foi RETRATO CLÁSSICO do Comportamento da época, demonstrado de forma Hilária ao Lado do falecido Ator Ariel Coelho ( DR. LOGULO ). Lupe Gigliotti, irmã de Chico, no Papel de D. WILMA, pra Mim era a " Cereja do Bolo " daquele Quadro, com suas INSINUAÇÕES e INDIRETAS.

MARMO CARRARA foi outro Personagem que, quando criado, causou problemas a Chico Anysio. Mas, diferentemente de PAINHO e de ZELBERTO ZEL ( que na mesma época já havia trazido problemas para Chico Anysio, imitando Gilberto Gil ), Chico tratou logo de " Cortar " possíveis Polêmicas Midiáticas. Na época ( 1988 ), não houve reclamação alguma por parte de quem quer que fosse, apenas uma Troca de Informação, em que se Associou o Personagem ao Delegado Hélio Vigio, do Rio de Janeiro. Chico, já polemizado com Gilberto Gil naquele período, evitou outra Confusão, declarando : " Considero o Hélio o RAMBO da Polícia carioca, enquanto o Personagem é um Policial que se relaciona com um ajudante GAY, além de muitas outras diferenças" ( Diálogo : Revista AMIGA - TV TUDO ). MARMO estreou em CHICO ANYSIO SHOW, em que contracenava com o Detetive MENUDO ( interpretado por Antônio Pedro ), que era Apaixonado por Ele. As " Declarações de Amor " na frente de " Ladrões ", " Bandidos ", e outras Pessoas, " Desmoralizavam " o "Sério Delegado ", que usava Maquiagem, Batom e Sapatos de Salto Grosso Enormes ! Ressurgiu em ESTADOS ANYSIOS DE CHICO CITY, em 1991, como um dos Candidatos que disputavam á Presidência dos ESTADOS ANYSIOS. Ainda ao lado de MENUDO, haveria uma sequencia em que MARMO manteria um Caso Escondido com um Pianista de Boate ( Interpretado pelo Ator Cláudio Curi ). O Início do " Romance " chegou a ser exibido, mas não teve continuidade. Áquela altura, EACC já havia passado pelas REFORMULAÇÕES FORÇADAS, por conta da queda de Audiência e REJEIÇÃO do Público. Depois das Eleições, MARMO foi perdendo espaço até desaparecer totalmente do Programa. Assim como Desapareceu da Galeria de Personagens de Chico na TV.

O Personagem ZELBERTO ZEL, inspirado no Cantor Gilberto Gil, de Homenagem, acabou se tornando um problema para Chico Anysio. Gil teria ficado irritado com a interpretação do Personagem e MÍDIA e CRÍTICA se aproveitaram da situação. Chico se defendeu e declarou diversas vezes se tratar de " Presente de Campanha para o Gil " ( que em 1988 havia se candidatado a Prefeitura em Salvador - BA ). Preocupado com a repercussão negativa, Chico ainda se propôs a retirar piadas que fizessem alusões veladas ao Homem, mas garantiu : " O Personagem não tem nada de Homossexual. Baseia-se na retórica, cultura e vícios de linguagem. Tive o cuidado de ler reportagens, entrevistas e fiz um glossário com o vocabulário do Gil. Homossexual ? O Brinco não é. Não só ele usa, como muitos outros homens, virou moda.. " (.. ) .. " Não se faz imitações sem prestar homenagens e o Gil sabe disso.. " (.. ) " Gil fala pegando os dedos, sobe um Tom nas respostas, é Prolixo.. Não tenho culpa. Quando criei o BAIANO, em Homenagem a Caetano, eu o fazia Monossilábico, porque naquela ocasião ele era assim, não tinha nada de frescura."

As Polêmicas em Torno do Assunto só terminaram quando Gil foi convidado a Participar do CHICO ANYSIO SHOW, em Agosto de 1988, onde ficou esclarecido todos os " Mal entendidos ", e Gil inclusive foi entrevistado pelo próprio Chico sobre sua Campanha Política. Anos depois, em 1996, ZELBERTO ZEL foi um dos principais Destaques de CHICO TOTAL, onde Chico e João Cláudio Moreno ( na pele de CARETANO ZELOSO ) confundiam a Repórter ( um dos primeiros trabalhos da comediante Ingrid Guimarães na Televisão ).

Como já Mencionado nesta Retrospectiva, Ingrid e outros Nomes de Sucesso do Humor Nacional iniciaram suas Carreiras trabalhando em CHICO TOTAL, em 1996.

A Atriz e Humorista Mônica Martelli, por exemplo, começou sua Carreira trabalhando com Chico Anysio. Fazia parte do Elenco de CHICO TOTAL aparecendo em vários Quadros e ganhou Papel Fixo de DARCY. DARCY era esposa do DR. NAPOLEÃO, que sentia ciúme e desconfiava da Mulher, porém de estar sendo traído com " outra Mulher ". Mônica , naquela época, usava o nome Mônica Garcia ( seu nome de Registro ), que inclusive aparecia nos Créditos finais do Programa. Já inserida em outras produções da GLOBO e fazendo pequenas participações no ZORRA TOTAL, TROCOU O NOME ARTÍTICO por Sugestão de Chico Anysio. Em Janeiro de 2018, em Reportagem da Revista CLAUDIA, Mônica contou sobre a Mudança : " O Chico viu que não funcionaria continuar usando a Assinatura Mônica Garcia, que produzia uma terrível CACOFONIA com a junção da última sílaba do Meu nome com a primeira do Sobrenome ( MôniCA GArcia ). Então, eu saquei o Martelli entre os Sobrenomes dos parentes por parte de Mãe. " Mônica, sem muitas oportunidades de trabalho, e com Nome Artístico já modificado, batalhou e criou por conta própria a Peça OS HOMENS SÃO DE MARTE.. E É PRA LÁ QUE EU VOU, um Sucesso estrondoso que posteriormente deu Origem aos FILMES e á SÉRIE na TV.

Heloísa Perissé e Ingrid Guimarães iniciaram suas carreiras trabalhando em CHICO TOTAL e, tempos mais tarde, Chico Anysio foi o PADRINHO da Peça Teatral CÓCEGAS, escrita e interpretada pelas Duas, com Direção de Luiz Carlos Tourinho, Marcelo Saback, Sura Berditchevsky e Aloísio de Abreu. Heloísa foi Nora de Chico Anysio ( casada com Lug de Paula de 1992 a 2001 ), fez parte da Equipe de Roteiristas da Série O BELO E AS FERAS e teve o Aval de Chico com as Personagens SOLEDADE ( na ESCOLINHA pelo ZORRA TOTAL ) e TATI, Personagem que a Consagrou. Heloísa faz parte das poucas Comediantes que Conseguiam Arrancar RISOS de Chico Anysio ( que sempre teve um Olhar mais ANALÍTICO do que Cômico em relação aos Profissionais de Humor ). Já Ingrid, se estabeleceu na TV em diversos trabalhos e se Consagrou no Cinema com a Trilogia da Comédia DE PERNAS PRO AR. Ingrid também foi a Idealizadora, Produtora e Entrevistadora da Série VIVER DO RISO, exibida pelo CANAL VIVA e pela TV GLOBO, onde Chico Anysio foi Tema Exclusivo e Especial de um dos Episódios. A Peça CÓCEGAS ficou em Cartaz de 2001 a 2011.

Ingrid foi responsável por uma das Séries Documentais de Maior Sucesso da TV.


Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais ) ( @salgkeke2 ).