Chico Anysio - MEU NOME É TRABALHO

08/10/2020
Surreal imaginar um Ser Humano que possuía 4 Profissões e outros 5 Ofícios paralelos. Mas, Chico Anysio foi responsável por esta Proeza ! Chico era HUMORISTA. Ao interpretar diversos Personagens, automaticamente era ATOR. REDATOR/ROTEIRISTA de seus próprios Programas. Como escrever era um exercício diário, criar letras de Canções o fez se tornar COMPOSITOR. Devido ao hábito e ao aperfeiçoamento constante em elaborar textos, passou a ser também ESCRITOR. Já consagrado em Palcos e dominante da Televisão, vez por outra passava para o outro lado : DIRETOR. Cria do Rádio e com Voz primorosa, era LOCUTOR. Apaixonado por Futebol, se tornou COMENTARISTA ESPORTIVO. Incansável, ainda resolveu investir em outra maneira de se expressar artisticamente : pintando quadros ! O que começou como um hobby, se tornou um de seus ofícios : PINTOR !

Seja pela COMPULSÃO ( para Chico Anysio, trabalhar era como Respirar ! ), seja pelo AMOR ( Chico sentia Prazer em tudo que fazia ! ), seja pela NECESSIDADE ( casado várias vezes, Pai de muitos filhos, divórcios e pensões nas costas, responsabilidades pessoais e ainda, o apoio financeiro a vários amigos e colegas de profissão em situações difíceis ou de fragilidade ), o maior Gênio da Cultura Nacional fazia questão de estar SEMPRE Trabalhando ! Ao ponto de, com o passar dos anos, se habituar a dormir apenas cinco horas por noite e, se possível, emendar uma atividade na outra sem descanso. A Multiplicidade profissional de Chico Anysio chegou a ser TEMA de uma das Famosas Crônicas do Jornalista, Escritor, Professor e Político Artur da Távola, ( falecido em 2008 ) para o Jornal O GLOBO, PARA MIM CHICO ANÍSIO É UM GÊNIO, publicada em Agosto de 1977.

Chico Anysio parecia mesmo não se importar em ser como uma " Máquina ". Se não estivesse nos Estúdios de TV gravando ( ou gravando em externas ), estava nos Palcos. Se não estivesse nos Palcos, estava comprometido com Programas de Rádio ou compromissos profissionais com veículos de imprensa, ou aproveitando a Agenda Livre Escrevendo.. Amigos mais chegados de Chico diziam que Ele aproveitava até os minutos antes de Sair para Jantar ( ou algum evento ) para escrever ESQUETES para seus Programas ( nesses minutos, chegava a escrever 18 ! ). Quando viajava com seus Espetáculos, aproveitava a estadia nos Hotéis e passava o período da tarde escrevendo Livros, antes do horário dos Shows. Se privava do Sono sem problemas. Começou dormindo Sete, depois Seis, até que se acostumou a dormir apenas Cinco horas por Noite, aproveitando as Manhãs para Pintar seus Quadros.

Não se acomodou nem mesmo quando sofreu uma ESTAFA em 1994, que chegou inclusive a virar Reportagem pela extinta revista AMIGA - TV TUDO. Chico ficou três dias seguidos sem dormir, viajando pelo Brasil de Ponta a Ponta. O Cansaço o obrigou a passar uma semana " de molho " em casa por recomendação do médico Guilherme Azevedo Ribeiro. " Foi uma semana atípica. Em três dias, consegui dormir apenas Uma Hora e Meia. Fui a Porto Alegre, Maceió e Curitiba, participei de uma reunião do PAPA-TUDO, no Rio, e ainda tive que ir pro Maracanã fazer comentário de futebol. Foi a primeira e última vez que abusei assim. Na Segunda-feira, eu simplesmente não conseguia me levantar da cama ", relatou Chico na reportagem.

Naquela época, Chico tinha 63 anos de idade e uma carga de responsabilidade gigantesca : precisava garantir uma média de 26 episódios gravados da ESCOLINHA DO PROFESSOR RAIMUNDO e, tendo se tornado artista plástico, pintava em torno de 24 quadros por mês. Fazia quatro shows por semana, era comentarista esportivo na RÁDIO NACIONAL, liderava projetos e dirigia shows e/ou peças teatrais de alguns de seus Colegas. Sem contar as eventualidades, como campanhas publicitárias. Chico garantia que sobrava tempo para Si mesmo, Mulher e Filhos : " Não tem reclamação. Jogo bola com Rodrigo, coloco Victória no colo, nado com Cícero, discuto futebol com Bruno e converso muito com Lug, Duda e Nizo, os mais adultos. E, aos Domingos, sempre saio para jantar com a Zélia.. "

Nos primórdios da Carreira, na era radiofônica, Chico chegou a ser responsável por TREZE Programas, seja escrevendo, produzindo ou dirigindo. Naqueles tempos, o prazer ainda não existia, nem a experiência, somente o PESO da responsabilidade. Na Rádio Guanabara, fez de tudo : " Com duas semanas de rádio, eu já tinha quatro profissões: locutor, rádio-ator, redator e comentarista esportivo e passei também a receber quatro salários. Logo depois, veio o humor."

Na primeira passagem pela Mayrink Veiga, em 1950, exacerbado de trabalho, não tinha tempo suficiente para sua rotina particular, nem conseguia tirar sua carteira de trabalho. " Eu escrevia treze programas por semana e atuava em tudo. O tempo mal dava para cumprir minha obrigação. Ele ( Diretor ) não entendia que eram necessárias duas horas de folga para ir ao Ministério do Trabalho. Um dia aconteceu. Ele me cobrou a carteira, pela quinquagésima vez, e eu respondi pela quinquagésima primeira que não tinha tido tempo. Ele gritou, eu gritei, ele era diretor, e eu não era nada. " No saguão da rádio, Ronaldo Lupo encontrou Chico, que contou todo o episódio da discussão e demissão, e Ronaldo, com um telefonema naquele mesmo instante, conseguiu um contrato de três anos para Chico na Rádio Clube de Pernambuco.

Chico não dispensava oportunidades paralelas. Por isso mesmo sempre esteve á disposição da PUBLICIDADE. Participava de documentários e fazia participações em outros Programas da TV GLOBO. Em 1991, além da ESCOLINHA, fazia EACC ( Estados Anysios de Chico City ), viajava com seus shows, criou um Programa Especial para a apresentadora Xuxa Meneghel e assumiu o Cargo de Supervisor dos TRAPALHÕES. Ainda se tornou um dos ACIONISTAS da Emissora, eventualmente participando de Reuniões da Cúpula da GLOBO. Quando Boni se despediu do Cargo de Diretor Geral, em 1998, Chico Anysio perdeu toda a credibilidade e prestígio dentro da Casa. No período em que esteve morando fora do País, quis recomeçar DO ZERO, investindo todas as possibilidades na Carreira de ROTEIRISTA DE CINEMA, tentativas sem sucesso. Após a Separação de Zélia Cardoso de Mello, e dividindo-se entre E.U.A e Brasil, muito negociou-se até sua volta efetiva á TV.

O Descaso e a falta de Trabalho em sua última Década de Vida, foram cruéis a Chico Anysio. Sua permanência dentro do ZORRA TOTAL ao longo dos anos era a base de muita Insistência ( por parte Dele ) e farpas com o Diretor Maurício Sherman. A EXTINÇÃO de sua ESCOLINHA em 2001, sem grandes explicações, foi o início de uma trajetória Caótica. Não se importava em " mendigar " trabalhos a diretores, que o encaixavam em Novelas ou Séries. Houve períodos em que Chico recebia Salário sem estar no AR. Impossibilitado de " Não fazer nada ", mergulhou em seus projetos de Shows e Livros, além das Galerias de seus quadros. Fez do CINEMA ( antes tão criticado por Ele ) uma Alternativa de se manter EM ATIVIDADE. De 2006 até seu último ano de vida ( 2011 ), foram inúmeras internações ocasionadas pelos problemas de saúde, o que também contribuiu para as LIMITAÇÕES em seu trabalho. Apesar de Tudo, não desistiu da Permanência na TV. Chico lutou para continuar ATIVO em seu local de trabalho. Fez o que pôde para continuar exercendo sua Arte. Dignamente, se submetia ao que lhe era imposto e não teve vergonha de se oferecer a outras formas de trabalho. Ele sempre soube do seu Valor, da sua importância dentro da Cultura Nacional e dos Privilégios dos quais merecia usufruir.

Avesso á palavra FÉRIAS, poucas vezes na Vida se deu ao Luxo de Relaxar ou aproveitar viagens que não fossem de trabalho. " Tudo o que faço é porque gosto. Não aguentaria tirar férias e ficar três meses viajando longe dos meus filhos. Não quero nem saber de onde vem tanta Criatividade. Sei que a coisa vem de bom tamanho. Sempre levo o trabalho á sério e não perco tempo com papo furado. O que se faz em Duas Horas pode ser feito em 45 Minutos. Basta querer. " TESE COMPROVADA por MIM MESMA, uma WORKAHOLIC assumida que passa a Vida LUTANDO CONTRA O RELÓGIO e que NÃO DESLIGA NUNCA !

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais )