Humor e Exageros

13/05/2020

Ronald Golias, indiscutivelmente um dos Maiores ÍCONES do Humor Nacional, muito Raramente conseguia me provocar RISOS. Um artista Absolutamente Engraçado, mas, foram muito poucas as vezes em que me fazia dar Gargalhadas. Faço parte de um Ponto de Vista muito Raro em relação a Humoristas naturalmente Engraçados como Ele : a Visão do EXAGERO ! Sempre enxerguei Exageros nas Encenações de Golias. Não sou do tempo Dele, de Programas como PRAÇA DA ALEGRIA, com Manoel de Nóbrega ou FAMÍLIA TRAPO, Clássico do Humor da TV que o Consagrou. Mas sou do tempo do seriado BRONCO, que ia ao Ar pela TV BANDEIRANTES nos Anos 80 e de A PRAÇA É NOSSA, com Carlos Alberto de Nóbrega. Também já Vi muito ESCOLINHA DO GOLIAS, com o Aluno PACÍFICO. Até mesmo o quase Desconhecido Seriado MEU CUNHADO pelo SBT, com Golias e Moacyr Franco, engavetado por Anos, até Silvio Santos resolver colocar no Ar entre 2004/2005, sem grandes Repercussões. 

Tudo isso para poder chegar ao TEMA deste Espaço nesta Quarta-feira : HUMOR E EXAGEROS. 

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora, pesquisadora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais )

EXAGERO pode ser algo Visível ou, apenas Perceptível a alguns. Eu tinha essa Percepção em relação a Golias. Achava o Personagem BRONCO extremamente EXAGERADO, muitas vezes " Forçando " uma Encenação ou forma de expressão de Palavras desnecessária. O que Nunca tirou o Mérito de seu Intérprete ( muito pelo Contrário, era a Válvula de Escape de seu Sucesso ! ). Mas que, em alguns outros Profissionais, não serviu, ou até Prejudicou.

EXAGERO no Humor pode ser uma forma de Expressão, ou uma Estratégia de tentar fazer Sucesso, ou, nesse último caso, a garantia de fazer RIR. Há pessoas que Adoram ! E outras que nem se importam ( ou reparam ) quando surge esse " Algo a mais ".

Me lembro de uma entrevista com o Ator e Humorista Leandro Hassum, onde falava sobre a importância do Mestre Chico Anysio em sua Carreira e lembrou de um episódio particular. Quando trabalhava ao lado de Marcius Melhem em OS CARAS DE PAU, que foi ao ar pela TV GLOBO entre 2010 e 2013, contou que, certa vez, depois de Chico assistir a um dos Episódios, recebeu um telefonema : " Hassum, o Programa de Hoje foi horrível, Gritou Demais ! Se Personagem Gritado Funcionasse, o VÉIO ZUZA não seria Sucesso ! "

Essa DICA Valiosa do Mestre a Leandro na época, comprova que muitas vezes, o EXAGERO de nada serve. Pode funcionar com alguns comediantes, com outros Não. E o Público, ás vezes, é tão Complexo quanto os Profissionais envolvidos nos Programas de Humor. Ora gostam de EXAGERO, ora CRITICAM quem os Comete ( muitas vezes também dependendo de QUEM os Comete ! ).

Chico Anysio era Adepto do Humor Simples, Objetivo e Reflexivo. Seus Múltiplos Personagens eram Distintos, mas todos Lineares, dentro dos Traços de Comportamento Interpretados pelo Mestre.

EXAGEROS até podem fazer Sucesso de vez em quando e arrancar RISOS. Mas sou daquele Antigo Pensamento/Ditado Popular : " TUDO O QUE É DEMAIS, SOBRA ! Acredito que, bem lá no fundo, o EXAGERO é uma forma de expressão utilizada por quem não possui Talento Natural, ou não consegue Acreditar no seu próprio Talento Natural. No caso do Golias, mencionado no início deste Texto, era simplesmente um Artifício DESNECESSÁRIO de quem sabia que era Naturalmente Engraçado. Fazia Explodir Gargalhadas, mesmo nesses momentos sem Necessidade. Mas, a mim, e talvez a alguns poucos, não fazia tanta Graça. Vale ressaltar que Golias era um dos Maiores ÍDOLOS de Chico Anysio na Comédia Nacional !