Os 21 Anos da Estreia de O BELO E AS FERAS

10/01/2020

Após o Acidente doméstico que fraturou sua Mandíbula em 1997, a mudança com a família para Nova Iorque no mesmo ano, as tentativas de Emplacar a Carreira de Roteirista no Exterior e a Separação de Zélia Cardoso de Mello, em 1998, Chico passou a se dividir entre E.U.A e Brasil. A TV GLOBO, nessa época, já não era mais administrada por José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni. Marluce Dias da Silva havia assumido o Cargo de Direção Geral de Programação da emissora. Sem Espaço ( e sem a Liberdade de antes ) para trabalhar, muito se negociou até sua Volta efetiva á grade da TV GLOBO.

Surgiu a Proposta de Chico fazer um SERIADO. Assim nasceu O BELO E AS FERAS, onde Chico encenava como ELE MESMO, com poucas Caracterizações e sem Personagens fixos, nem as atrizes e os atores convidados, em histórias baseadas nos formatos das Sitcoms ( Comédias de Situação ) americanas.

Tendo os Episódios Dirigidos por Mário Márcio Bandarra ( apenas o Episódio de Estreia SÓ O AMOR DESTRÓI, foi dirigido por Jorge Fernando e os Episódios SERMÃO É PADECER NO PARAÍSO, AMÁLIAS QUE VEM PARA O BEM, AZAR NO JOGO, PIOR NO AMOR, MULHER DE AMIGO MEU, PRA MIM É ÓTIMO e AS APARÊNCIAS ENCANTAM por Cininha de Paula ), Co-Dirigidos por Paulo Ghelli e tendo Bruno Mazzeo, Bernardo Guilherme, Marcelo Gonçalves, Heloísa Perissé, Cláudio Torres Gonzaga, Bernardo Jablonsk, Ricardo Hofstetter, Ângela Chaves, Péricles de Barros e Márcio Wilson como os Autores/Roteiristas ( cada qual em Episódios Diferentes ), O BELO E AS FERAS durou apenas 5 Meses ( de 6 de Janeiro a 22 de Maio de 1999 ). Apesar de Engraçado e Criativo, o público não embarcou na Ideia, sentindo falta de Chico na Pele de seus diversos Personagens Clássicos.

O CANAL VIVA passou a Reprisar o Seriado em 2013, sem grandes Repercussões. O BELO E AS FERAS teve 18 episódios ( dois deles Nunca foram ao ar, nem nas Reprises do CANAL VIVA em 2013, nem pela própria GLOBO na época original ).

O Programa começou a ser gravado em 1998. Em Agosto daquele Ano, foi destaque no Caderno de Variedades do Jornal FOLHA DE SÃO PAULO. Porém, a Estreia foi prorrogada e só aconteceu em Janeiro de 1999, incluída no " Pacote " de Novidades da Emissora, onde também estavam as Estreias da Minissérie CHIQUINHA GONZAGA e da Novela SUAVE VENENO. Na Reportagem da FOLHA, Bruno Mazzeo, filho de Chico e um dos Roteiristas da Série, previu a possibilidade do Público estranhar seu Pai trabalhando sem Caracterizações e, inclusive, ser alvo de Críticas Midiáticas. Infelizmente, foi o que Aconteceu. A Rejeição do Público levou a extinção do Programa e para Chico, só Restou os trabalhos dentro do Humorístico ZORRA TOTAL. 

A Atriz Cláudia Ohana foi uma das Estrelas a participar da Série, no Episódio ANTES MAL ACOMPANHADO DO QUE SÓ, do qual também participaram os atores Lília Cabral e Cecil Thiré. Há porém, quem garanta que este Episódio não chegou a ir ao Ar, assim como SE MINHA SOGRA ENFARTASSE, Episódio com Nair Bello e Elizabeth Savala. 

LISTA DE EPISÓDIOS :

- SÓ O AMOR DESTRÓI

- SERMÃO É PADECER NO PARAÍSO

- ANTES MAL ACOMPANHADO DO QUE SÓ ( Sem Exibição ) ( ? )

- FILHO, PORQUE QUI-LO

- A DESGRAÇA MORA AO LADO

- GENRO DE ÚLTIMA NECESSIDADE

- AMÁLIAS QUE VEM PARA O BEM

- A PRIMEIRA VEZ DE UM HOMO

- DOS MALES, O MAIOR

- CASA DE MALANDRO, ESPETO DE CHIFRE

- AZAR NO JOGO, PIOR NO AMOR

- MULHER DE AMIGO MEU, PRA MIM É ÓTIMO

- AS APARÊNCIAS ENCANTAM

- UMA É POUCO, DUAS.. É DEMAIS !

- DINHEIRO SÓ TRAZ FELICIDADE

- MAS SERÁ O VEREDITO ?

- É APOSTANDO QUE SE RECEBE

- SE MINHA SOGRA ENFARTASSE ( Sem Exibição )


O Episódio de Estreia, em 6 de Janeiro de 1999, SÓ O AMOR DESTRÓI, com Regina Duarte, Luana Piovani e Rodrigo Santoro.

SERMÃO É PADECER NO PARAÍSO, com Fernanda Montenegro e Stella Freitas. 

A PRIMEIRA NOITE DE UM HOMO, um dos Episódios mais Hilários e Surpreendentes da Série, com Andréa Beltrão e Vera Holtz.

O Divertidíssimo Episódio MULHER DE AMIGO MEU, PRA MIM É ÓTIMO, com Eliane Giardini, Vivianne Pasmanter e Carlos Eduardo Dolabella.

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora, pesquisadora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais )