Os Desafios da Profissão do Riso

23/10/2019

Quando se fala ou se escreve sobre os Desafios da Profissão de Humorista e/ou Comediante, DOIS ASPECTOS logo vem á cabeça : o processo de Criação ( de Personagens, Textos e Roteiros ) e, o mais ÓBVIO : Conseguir arrancar Risos/Gargalhadas do público !
Porém, existem vários outros Desafios nessa Jornada, desde a CRIAÇÃO até o RESULTADO FINAL. Fatores INTERNOS e EXTERNOS. A maior parte desses Desafios residem no próprio Ambiente de trabalho : os profissionais envolvidos ( Elenco e Direção, onde, em algumas ocasiões, pode não haver SINTONIA, prejudicando o andamento e os resultados ), as Caracterizações ( no caso do Mestre Chico Anysio, uma Multiplicidade Imensa ! ), a quantidade de Textos/Roteiros e a Carga Horária de gravações, desafios que não se Restringem á profissão de Humorista ( todo ator/ atriz passa por eles ), mas os profissionais dessa área absorvem em maior grau ( por se tratar, muitas vezes, de um trabalho FIXO ) e de forma diferente, porque, ao contrário do que parece, fazer HUMOR é muito mais Complicado de fazer do que DRAMA ! Chico Anysio, em sua Autobiografia de 1992, comenta a respeito disso : " Sempre faço as cenas ' de primeira ', evitando a Repetição, coisa que me enlouquece ainda mais. (.. ) A Comédia tem este problema. A Cena vai piorando a cada repetição. Numa cena Dramática o negócio é ao contrário : quanto mais ela é feita, melhor fica. Na comédia, ela vai piorando a cada repetição. Muitas vezes, se muito repetida, é provável que ela até perca a graça. "

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora, pesquisadora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais )

EXTERNAMENTE há a questão das EXPECTATIVAS e COBRANÇAS ( Tema a ser abordado futuramente Aqui neste Espaço ! ). Será que aquilo vai fazer Sucesso ? Vai Conquistar o público ? E as Cobranças por parte das emissoras ( no caso de programa de TV ) ou Contratantes ( Shows e Espetáculos de Humor ) ? Uma das piores Sensações para um profissional de Humor é se deparar com plateia escassa ou vazia. E, particularmente, acho que BEM PIOR, é um público LOTADO que não Ri, não Participa, não Interage ! 

Na Televisão isso Afeta menos, porque a medição de audiência ( alta ou baixa ) não determina se quem está do outro Lado está achando engraçado ou não. Só através de pesquisas e de veículos midiáticos é que se pode ter um Parâmetro sobre o que está Agradando/fazendo Sucesso ou não. 

Diferente disso, há as Críticas feitas por Jornalistas, Críticos de TV, Colunistas, entre outros, que só servem como PONTO DE VISTA, que pode ou não influenciar pessoas, ALTERANDO DIRETAMENTE os esquemas das emissoras de TV. Existem muitas Complexidades geradas por tudo isso, o que tem que Sair, o que tem que Ficar, o que é preciso Corrigir, Cortar, Acrescentar. E dá-lhe Criações, Invenções e Encenações que PRECISAM dar RESULTADO ! 

Chico Anysio era um Profissional INQUIETANTE e EXIGENTE Consigo Mesmo. Em uma Reportagem da extinta Revista AMIGA, em 1981, Ele falou um pouco sobre esse Assunto : " Tô sempre batalhando pra ficar melhor. Nunca nada saiu como Eu queria. E, Profissionalmente, absolutamente Nada ! Amo meus Tipos, sim, e tenho certeza que todos Eles são muito melhores do que aquilo que Você Vê. Eu nunca vi um Programa Meu que não me decepcionasse. E, várias vezes, perguntei a mim mesmo, como é que gostam ?.. ( .. ) ..Mas, quando vou lá, faço o melhor que posso. Eu sei que me Superexijo e acho até uma boa que não goste de nenhum, porque no dia que Eu gostar, não sei o que vai acontecer ! Na minha Opinião não faço outra coisa a não ser Errar. Ou andar perto do Acerto. E é aí que tá o Grilo.. (.. ) Eu tenho que caminhar um Passo a cada dia, e a cada dia preciso fazer uma coisa, não diria nunca feita, mas que nunca tenha feito. Aí sou Imediatista. Trabalho na Ideia até a Perfeição. Veja só, sou Perfeccionista e cheio de Pressa. É Contraditório, mas é Assim.. "

Contraditório ou não, Chico foi um Verdadeiro HERÓI DAS BATALHAS DA PROFISSÃO DO RISO !