Sobre Mim e Chico Anysio

12/03/2019

Conheci Chico Anysio pela TV aos 2 anos de idade, entre 1986 e 1987. Existe uma passagem na sua Autobiografia, de 1992, onde Chico retrata muito bem a minha situação nessa época : "A criançada gostava de mim e eu não via no meu trabalho nada que tivesse sido feito para ela. Sempre fiz um tipo de humor adulto. Creio que as crianças gostavam do meu trabalho pelo Visual de cada tipo, mas não acredito que nenhuma delas entendesse o que era falado, já que meu humor sempre procurou fazer crítica social. O humorista não tem o menor poder para resolver qualquer problema do país, mas tem o dever de denunciar qualquer mazela, todos os erros. Assim, eu sempre trabalhei e isto tira a criança da sala. Mas as crianças ficam.." Essa passagem do livro referia-se a criação do personagem Linguinha, criado especialmente para as crianças, em 1971, que deu origem ao seriado LINGUINHA X MR. YES, mas consegue retratar com perfeição o que acontecia comigo nos anos 80, no auge do programa CHICO ANYSIO SHOW. Eu tinha fascínio por aquelas figuras, principalmente as mais esquisitas. Me lembro que o personagem Marmo Carrara, o delegado gay que contracenava com o detetive Menudo ( interpretado por Antônio Pedro ) era o que mais me chamava atenção : um sujeito de bigode, batom rosa, chapéu, terno, gravata e sapatos de salto grosso.. Nunca tive medo do Bento Carneiro, por exemplo.. Eu gargalhava.. Sem entender absolutamente NADA, eu gargalhava.. e gargalhava com outros personagens só de ver meus pais gargalhando..

Em 1990 veio a ESCOLINHA DO PROFESSOR RAIMUNDO, considerado por muitos o clássico dos clássicos entre os programas humorísticos da TV brasileira. Eu já estava com 6 anos de idade, e me diverti durante anos com aquela turma de veteranos do humor mesclados com gente nova a caminho do sucesso ( atitude generosa e inteligente que Chico adorava fazer ! ).

Em 1996, depois de anos caracterizado apenas de Prof. Raimundo, coadjuvante de seus alunos, eis que Chico ressurge na tela com um programa voltado para Si, trazendo de volta sua bagagem de personagens com a inclusão de mais alguns inéditos. CHICO TOTAL foi o programa de Chico Anysio que mais me marcou e, ironicamente, o que não consegui acompanhar.. então com 12 Anos, Eu já conseguia sacar o tipo de Humor que Ele fazia, e para mim, estava sendo ótimo revê-lo. Mas eu não conseguia assistir CHICO TOTAL.. Nas noites de Sábado, era uma Disputa em casa pelo controle remoto : Eu queria Ver o Chico, meus pais queriam ver A PRAÇA É NOSSA, que passava pelo SBT na mesma faixa horária, quase começando no mesmo tempo.. Havia também o fato dos meus pais terem deixado de gostar/admirar o Chico por Ele ter casado com a Zélia Cardoso ( que até hoje, a meu Ver, absurdo ver pessoas misturarem questões Pessoais e Profissionais.. São seres humanos e suas particularidades.. ) ..mas várias julgam a Vida Pessoal e transferem esse julgamento para a figura midiática e seu Ofício, e com meus pais, naquela época, não foi diferente.. aí Eu ficava irritadíssima !! Via uns 10 ou 15 minutos de programa, no máximo ! Ver até o final, acho que só aconteceu três vezes ! Quando CHICO TOTAL saiu do Ar ( em 14/12/96 foi a Despedida do Ano, mas acabou sem querer se tornando a Despedida do Programa de Fato ), ele se mudou para NY e eu nunca mais soube Dele. Em 1999, quando Chico voltou definitivamente ao Brasil e retornou á TV, nem eu nem meus pais acompanhávamos mais a TV GLOBO. Veio o início do ensino médio, e três anos depois, veio a faculdade.. e televisão ( de um modo geral ) se tornou algo quase completamente desconhecido para mim.

Sempre Adorei o Chico, mas as Oportunidades de poder realmente Ver e Entender os Programas Dele, e me aprofundar sobre ELE MESMO, só vieram depois da fase Adulta, quando Ele já não tinha mais Espaço para trabalhar, e posteriormente veio a falecer.

Com Chico Anysio aprendi várias coisas, desde as reflexões que se absorvem assistindo aos seus programas ( e hoje posso assistir tranquilamente graças a diversas gravações digitalizadas ), passando pelas entrevistas e matérias ( onde se absorve muita coisa também ), trechos de Livros que Ele escreveu, até coisas simples que acontecem no Cotidiano e que me fazem lembrar de frases famosas Dele. Uma das minhas preferidas, que também está na Autobiografia Dele, diz o seguinte : " NADA NA VIDA ACONTECE POR ACASO. MAS É POR ACASO QUE AS COISAS ACONTECEM ". Nunca soube de Algo mais Certeiro !!

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora, pesquisadora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais )