VOCÊ CONHECE CHICO ANYSIO ? - ENCICLOPÉDIA VIRTUAL - CAPÍTULO 1

25/10/2021

1. Infância e Juventude

Tristeza, Dor, Sofrimento. Típica Realidade dos Nordestinos. Apesar de Francisco Anízio de Oliveira Paula Filho ( Registrado com I e Z no Anízio e com a Data de nascimento errada/alterada - 12 de Abril de 1929 ao invés de 12 de Abril de 1931 ) ser proveniente de uma família Abastada, conheceu de perto a calamidade de seus conterrâneos. " Fui testemunha Ocular da fome " revelou em uma entrevista especial em 1980, para a extinta revista AMIGA - TV TUDO, da editora Bloch. Tristeza, Dor, Sofrimento. Chico Anysio experimentou esses Sentimentos através de outros Aspectos. Aspectos que envolvem maus-tratos, Agressões físicas e psicológicas.

Quando Chico Anysio faleceu em Março de 2012, o Jornal O GLOBO resgatou um Texto que foi Escrito por Chico por volta do Final dos Anos 80. Seria utilizado pela TV GLOBO em algum Monólogo ou no Programa de Chico. Acabou Arquivado. Em 30 de Março de 2012, uma Semana após o Falecimento do Mestre, o Jornal O GLOBO Publicou o Texto, até então INÉDITO.

O MENINO trazia toda a Nostalgia de um Chico Anysio Adulto que, apesar de uma Infância sofrida, desejava a todo custo voltar ao tempo de Criança : " Ou Eu encontro de novo esse Menino que um dia Eu fui, ou Eu não sei o que vai ser de Mim. "

Um Texto Comovente. Mas, na Realidade, para Chico Anysio, as coisas não eram exatamente assim. Chico não gostava de se lembrar dos Tempos de Criança. Evitava o quanto podia recordar sua Infância. Em SOU UM HOMEM DE POUCO RISO, uma entrevista concedida ao Jornalista Narceu de Almeida para a extinta Revista MANCHETE, também da editora Bloch, publicada em 13 de Abril de 1974, logo no início da conversa, Chico respondeu : " Tive uma infância muito Desagradável. Eu sou talvez a única pessoa no mundo, ou uma das poucas, que daria tudo não para voltar, mas para NÃO VOLTAR a infância. Eu Apanhava muito. Um dia fiz uma piada sobre isso : Eu era uma criança muito responsável - responsável por tudo que acontecia em casa. Nunca tive festa de aniversário. Sou do tempo da Palmatória, e por isso nem gosto de falar sobre a minha infância. Acho que essa é a razão por que fui mau aluno, numa espécie de vingança contra o tratamento que eu recebia. E esse talvez seja o motivo porque me excedo com meus filhos, para evitar que aos 42 anos eles tenham reclamações sobre o modo como os tratei. "

Em 1998, ao ser entrevistado pela Jornalista Marília Gabriela em seu programa pelo SBT, DE FRENTE COM GABI, Chico voltou a falar sobre a infância, e se sentiu desconfortável ao falar sobre a Mãe, D. Haydée Viana : " Não gosto de falar sobre isso. Certa vez desabafei na MANCHETE ( a Entrevista Mencionada ), minha Mãe quando leu, chorou muito. Tudo isso já passou, é coisa do passado. "

Apesar de Perdões e de Águas Passadas, Chico Anysio era visivelmente um homem Triste. Tímido e Triste. Sua Alma tinha Cicatrizes. Cicatrizes essas que, em Março de 2020, foram Expostas de maneira Sensacionalista e Desnecessária. Muitas pessoas se Chocaram com Declarações Fortes que vieram á tona em uma Entrevista pelo YouTube ( que foi rapidamente Retirada do Ar por Determinação Judicial ) cujo Tema era a Partilha dos bens deixados por Chico e as Disputas familiares em torno de sua Herança. Há quem tenha se Chocado pelo Conteúdo do que foi dito. Coisas que Jamais poderão ter sua VERACIDADE Avaliada, por se tratar de três Pessoas já Falecidas ( Chico, seu irmão mais Velho e sua Mãe ). Há quem tenha se Chocado pela Audácia de possíveis Calúnias e Difamações. A pessoa entrevistada ganhou COMOÇÃO de quem acreditou no que foi dito e REPÚDIO de quem não acreditou.

Há quem coloque " a mão no Fogo " : " Chico sofreu demais com as Surras que levava, além de levar a culpa por tudo o que acontecia dentro de casa e por tudo o que os outros irmãos faziam. Imagine uma criança apanhando de 5 a 6 vezes por dia, Todos os Dias. Chico era só ematomas e lágrimas. Agora, apontar Abuso Sexual já é Audacioso demais ! Chico era Sensível. Não teria suportado essa Barra por tantos anos em Silêncio, nem teria coragem de ser tão amigo do irmão dele, a quem admirava, inclusive ".

Há quem Desconfie : " Chico era Sensível, mas quem o conheceu de perto via nele um Homem muito Sério, Fechado, meio Durão, apesar do coração Mole. Ele tinha uma Carapaça, apesar da Doçura. Ele pode ter sofrido coisas Fortes e muito ruins, superado dentro do possível e mantido Segredo. "

E Há quem não consiga de modo algum Acreditar : " Isso que foi exposto é ILÓGICO. Até mesmo Homenagem em Redes Sociais a Mãe do Chico Anysio recebeu da Esposa dele, em 2016. Veja se tem lógica alguém fazer Homenagem para uma Sogra que nem sequer conheceu, enaltecendo a mulher, escrevendo com clareza : ' A Sogra que não tive o privilégio de Conhecer. ' Que Privilégio teria em conhecer uma Mulher da qual ela tinha conhecimento de tudo que havia feito com o próprio filho ( o Marido Dela ! )? Vamos supor que só Ela sabia disso. Ela fica sabendo dos Abusos, Chico morre em 2012, ela faz um Texto Lindo em homenagem pra Sogra em 2016, como se a Mãe dele pudesse ser considerada por Ela um Ser Humano maravilhoso.. Daí, em 2020, despeja toda essa " Tragédia " particular do Chico em meio a uma briga acirrada de família por Bens Materiais, falando sobre 3 pessoas que já morreram e nenhuma delas pode Confirmar ou Negar nada do que foi Dito " .

Realidade " Aumentada " ou não, Chico Anysio foi uma Criança que sofreu Muito. Pelo menos as Agressões Físicas sempre foram de conhecimento quase geral. Apesar disso, sua relação com Mãe e Irmão mais Velho era Maravilhosa ( ou pelo menos se tornou Maravilhosa com o passar dos Anos - o que coloca ainda mais em Xeque a Veracidade das Declarações sobre Abuso Sexual ! ).

Elano de Paula, o irmão em questão, Primogênito dos Oliveira Paula, em entrevista para um Documentário sobre Chico Anysio ( O CHICO DE MARANGUAPE, Documentário realizado em 2013 pelos Alunos do Curso de Jornalismo da UNIFOR -Universidade de Fortaleza ), afirmou que batia em Chico Anysio, usando Palmatória a mando da Mãe. " Quando ela ficava zangada com ele, me mandava bater nele. Eu obedecia ás ordens dela. Ele estendia o braço, eu batia, não doía absolutamente nada.. Depois eu passava a mão na Cabeça dele, dava um beijinho na testa. Ele ás vezes diz por aí que levava surra. Até começou a se tratar com Psicanalista para resolver complexos, problemas, coisas dele, e acabou saindo de lá com essa ideia, de que era por minha causa, do que eu fazia. "

Absurdos e Explicações Injustificáveis á parte, há quem garanta que a vida de Chico era Cruel : " Sempre houve essas conversas de que ele apanhava e sofria nas mãos da família. "

Nascido em 12 de Abril de 1931, em Maranguape, no sítio pertencente á família, ás 5: 00 h em Ponto da manhã, sob o signo de Áries ( e com ascendente no mesmo signo ! ), Chico Anysio chegou ao mundo recebido por um alegre Canto de pássaros ( em várias entrevistas, Chico conta a história que, da janela do quarto onde sua Mãe se submeteu ao trabalho de parto, via-se uma árvore onde diversos pássaros pousaram em Grupo e passaram a cantar alegremente no instante do seu nascimento ). Sua Mãe deduziu que aquilo seria um Sinal de que seu filho seria muito feliz. Pode até parecer que Chico Anysio era uma pessoa feliz, mas, na realidade, era Depressivo. A Depressão de Chico surgiu na fase adulta, na faixa dos 50 Anos de idade, por causa de um Livro que havia lido ( assunto a ser tratado mais adiante ). Mas sua Alma já carregava Cicatrizes da infância complicada e traumática.

Nem tudo, porém, foi tragédia na vida do " Oliveirinha ". Existiu, Sim, um Menino que teve momentos e lembranças Alegres. Brincadeiras, Amigos e, sua grande Paixão : o FUTEBOL ! Além de ter se Gabado por muito tempo do ERRO no Seu Registro de Nascimento. " Eu sou muito ruim de Datas. Haja vista que nasci em 1931 e minha Carteira garante ter sido em Abril de 1929. Por ter minha irmã nascido a 1º de Julho de 1929 ( Lupe Gigliotti ), e não sendo minha Mãe um Fenômeno capaz de gerar uma criança em dois meses e pouco, tudo fica por Culpa do Cartório de Maracanau, que me mandou a Certidão errada.. Assim - sem ser conferida -, ela foi entregue ao colégio e um dia, aos 16 Anos, percebi que Oficialmente tinha 18. Foi muito bom durante muito tempo. Eu entrava em DANCINGS e Filmes Proibidos. Antes dos 17 já tinha Carteira de Motorista e, pelo fato de aparentar 15, enlouquecia os guardas e os porteiros de NIGHTCLUBS, esfregando meus Documentos na Cara, vangloriando-me daqueles dois anos a mais que hoje ( 1991 ) Grito estarem Errados ! .. ( .. ) .. Maranguape, cidade de que tanto falo, representa para Mim uma grande Saudade. Há dias em que sinto o barulho dos pendões da cana chiando nos meus ouvidos e o cheiro da moenda fazendo Garapa. Lembro com a maior nitidez do riacho que corria estreitinho atrás da nossa casa e não há como esquecer a pequena ponte que nos conduzia do terreiro ao canavial, de onde íamos, por um caminho tortuoso, roçando os braços nos pendões, até a pracinha da cidade. Ah, as noites de quermesse ! Éramos quatro filhos em Maranguape, Elano, Lupe, Lília e Eu. Quatro obrigados a tomar um chá horroroso contra vermes para que tivéssemos direito ao banho de rio.. Maranguape foi um pequeno Paraíso, o ÉDEN da minha Infância durante Sete Gloriosos anos.. Ali Eu conheci o Mundo e - tão importante quanto - aprendi a Ler. ", revelou em sua Autobiografia de 1991, lançada em 1992 pela editora Rocco.

Segundo o próprio irmão Elano, Chico foi uma Criança Prodígio : " Chico aprendeu a Ler sozinho, a escrever sozinho, a contar sozinho.. com 5 anos já lia números de 4 algarismos.. Desde pequeno sempre teve uma capacidade de aprender muito grande. Aprendeu a nadar em meia hora, a guiar carros com 2 aulas.. Quando resolve fazer Roteiros, faz 8 em um Mês, quando resolve escrever Romances, faz 20 em 1 Ano.. ', contou no ARQUIVO CONFIDENCIAL do DOMINGÃO DO FAUSTÃO, em homenagem a Chico em Maio de 1998.

Francisco Anízio de Oliveira Paula ( o Pai ) era considerado um humorista Nato. Quem o conheceu, garante que sua espontaneidade era capaz de provocar risos em qualquer um a sua volta. Um piadista sem o menor esforço. Uma pessoa naturalmente engraçada. Ironia do destino, o mais tímido e Sério de seus filhos é quem iria acabar se utilizando do Riso dos outros e se tornar O MAIOR HUMORISTA DE TODOS OS TEMPOS.


Chico Anysio saiu de Maranguape - Ceará, por volta de 1939, aos 8 anos de idade, por uma fatalidade. O Pai perdeu toda sua condição financeira quando sua empresa de ônibus foi destruída por um incêndio. Francisco Anízio de Oliveira Paula ( o Pai ) permaneceu em seu Estado e mandou Mulher e Filhos para o Rio de Janeiro.

Elano ( que já vivia no Rio de Janeiro ), Lupe ( Lupicínia ), Lília, " Oliveirinha " e o caçula Zelito ( o único dos irmãos que não nasceu em Maranguape, mas em Fortaleza ) e a Mãe, Haydée Viana, se instalaram em uma pensão na Rua das Laranjeiras, perto do Campo do Fluminense, onde Chico se tornou sócio-atleta e onde fez amigos e participou de várias festas.

Na pré-adolescência, Chico Anysio era uma espécie de BABÁ do irmão caçula, o famoso Cineasta e Diretor Zelito Viana. Era obrigado a tomar conta do irmão, por determinação da Mãe, coisa que Chico fazia com grande prazer. " Zelito era um quase-filho, Eu penso. Não me aborrecia ficar o dia inteiro brincando com ele por determinação da minha Mãe.. (.. ) ..Fiz isso durante incontáveis dias, tardes inumeráveis. Eu inventava joguinhos e brincadeiras, ele gostava muito de ficar comigo. Nunca brigávamos e as horas corriam depressa. Isso aconteceu durante pelo menos uns treze anos da nossa vida.. ", relembrou Chico no mesmo livro biográfico. " Eu e meu irmão Zelito inventamos um jogo em que recortávamos a fotografia colorida dos Times nas revistas, Jogador por Jogador, e a colávamos em cartolina. Era jogado sobre um tapete, com bolinha de cortiça que eu fazia cortando e arredondando com uma lâmina de barbear.. (.. ) ..Em qualquer brincadeira com o Zelito, eu sempre deixava que ele ganhasse, mas no Botão, não. O Botão era, para mim, uma responsabilidade.. "


Elano de Paula já era Profissional do Rádio desde meados dos Anos 40 ( Com direito a Aparições em revistas da época, como a REVISTA DO RÁDIO ). Chico Anysio, por sua vez, ainda era totalmente anônimo quando surgiu pela primeira vez, aos 14 Anos de idade, em 1945, em uma Reportagem do JORNAL DOS SPORTS ( RJ ), Vencedor de um Campeonato de Futebol de Botão.

Chico Anysio conseguiu ser um Adolescente como os outros, mas a Tristeza era algo de que Chico já estava acostumado. Como quando foi mandado para um Colégio Interno, após ter sido reprovado no antigo Colégio Anglo-Americano, que por sua vez era o Colégio onde Chico havia sido matriculado após estudar no Colégio Zaccaria, Colégio do qual foi transferido por ter sido reprovado no Atheneu. Ou seja, Chico foi aluno reprovado do Atheneu, estudou por um tempo no Zacharia, até ir parar no Anglo-Americano, onde acabou reprovado novamente. Chico desabafou em sua Autobiografia : " Era o Colégio Independência, do professor Serrão, um matemático do Pedro II que estava abrindo o Colégio naquele ano. Éramos 26 alunos apenas, e foi um período muito desagradável. Como revide, fiquei um mês sem aceitar a folga dominical, passando os 30 dias no Colégio. Alguma coisa como ' já que minha família não me quer, também não a quero' . Ficávamos sozinhos. O bedel do Colégio ( insuportável ) e Eu. Era triste, mas era a forra possível. Tudo era ruim para os internos. O tratamento, o dormitório e principalmente, a comida. Um dia pulamos o muro depois do jantar e levamos, embrulhada num jornal, a comida que nos haviam servido. O cheiro da Carne estragada fez com que a esposa do professor Serrão vomitasse na hora em que abrimos o jornal á sua frente. Aquele ano de internato foi péssimo e me ensinou que não há erro de filho que valha a punição de um Internato.. "

Chico Anysio queria ser Advogado. Em sua juventude, leu mais de 3.000 livros policiais, e culpava a Matemática pelo IMPEDIMENTO de ter entrado na Faculdade de DIREITO. Revelou tudo em sua Autobiografia : " Sherlock Holmes, Nero Wolfe, S.S. Van Dyne, Hercule Poirot, Maigret, todos me eram familiares. Primeiro eu comecei a ler normalmente, depois como um Advogado faria, tentando descobrir o criminoso, imaginando as perguntas a fazer a cada provável indiciado. Li-os também sob o ângulo da Polícia, buscando pistas que me levassem ao assassino. Li muitas vezes sob o ângulo do Criminoso : como esconder, como dificultar a ação da Polícia. Poucas vezes ganhei do Autor. Da Agatha Christie, nunca. Mas naquele monte de livros que devorei, estava a preparação para o Criminalista que queria ser.. (.. ) ..O problema era a matemática. Era ela a responsável pelas minhas Duas Reprovações, e isto me irritava muito. Por que um Advogado tem que saber o Teorema de Pitágoras ? Que proveito o Advogado vai tirar de uma Raíz Quadrada ou de uma Regra de Três ?.. (.. ).. Amigos do tempo de menino já tinham dado o Pulo Maior. Eu ainda não, mas por causa da Matemática sacana, que sempre foi um tormento, uma atrapalhação inútil e tão desnecessária que quase me levava á Loucura. Eu seria um bom Advogado.. " Chico Anysio nunca escondeu uma Frustração por não ter seguido a Carreira de Profissional de Direito, enfrentando a Rotina dos TRIBUNAIS. O DIREITO PENAL perdeu um promissor Profissional para o Humorismo.

E o Humorismo ganhou ! Ganhou um dos maiores Gênios da Arte Nacional. E, de quebra, O MAIOR INTÉRPRETE DE PERSONAGENS DO MUNDO ! Muita gente associava essa Capacidade tão enorme de Interpretar e se Multiplicar a algo MEDIÚNICO. Chico afirmava haver um pouco disso em sua Profissão de Humorista. Cininha de Paula, sobrinha de Chico, que foi assistente de Direção das últimas temporadas do CHICO ANYSIO SHOW pela GLOBO e era Diretora Geral da ESCOLINHA DO PROFESSOR RAIMUNDO, dizia : " O Chico Anysio entrava no Camarim uma Pessoa e Saía Outra. A partir do momento em que terminava de VESTIR o Personagem, Ele já se transformava. O POPÓ, por exemplo. Ele saía do Camarim já com a Mão tremendo na Bengala e mexendo a Boca.. " Carlos Manga dizia mais além : " Se Você fizer exame de Sangue no Chico Anysio e depois fizer outro exame dele vestido com qualquer Personagem, o Resultado não vai ser o mesmo. É outra Pessoa, tamanha transformação ! "

A Espiritualidade foi outro Aspecto que fez parte da Infância e Juventude de Chico Anysio. Em 1977, em uma entrevista concedida a Ronaldo Bôscoli para a revista MANCHETE, falou sobre Carreira, família e expôs sua relação com o Espiritismo :

" Já frequentei muitos Centros.. ( .. ) ..Este DOM de Ver pessoas que já morreram me acompanha desde os 7 anos de idade. Fim de tarde, Eu bem Menino vi uma lavadeira atravessar a Ponte sobre o rio que margeia a velha fazenda. A mulher simplesmente desapareceu no meio do percurso. Corri pra casa e em Pavor, Pânico, contei tudo para minha Mãe. ' Não é possível, você está falando de Maria Rita, nossa lavadeira. Ela morreu você não tinha 1 Ano ! '. Como um Ferro em Brasa aquilo me marcou na Alma, e na Carne uma personalidade Pensativa, Ensimesmada, Tímida.. E durante muito tempo - Criança sempre acha que dois, três Anos é muito tempo - Eu passei a assistir a vida rolar. Igual e Confusa. Um Atento Observador que diariamente perguntava : Por quê ? E assim fui-me cumprindo. É bem verdade que Inconscientemente Eu ' Afiava a Faca ' da Crítica com acuidade perigosamente Rara e FOTOGRAFAVA o lado ridículo de cada Um. Arquivei-os na Memória - quem sabe uma espécie de Forra ? - e quando cheguei ao Rio para trabalhar desembrulhei os personagens que carreguei comigo numa viagem longa e penosa.. (.. ) ..É Verdade que este lado Fantástico da vida seguia me acompanhando. Eu já aos 14 anos, andando em patota, passava pela porta do Cemitério João Batista. Foi quando senti o cadarço do meu Sapato desatar-se. Parei e a ação de amarrar o sapato separou-me do grupo alguns vinte metros. ' Ei, Rapaz' !, chamou-me uma voz grave : ' Quero Fogo ! ' Só um Milagre fez com que eu acertasse a Chama na ponta do Charuto do homem. A luz do fogo revelou-me um Mulato alto, forte, vestido de cinza. Dois olhos azuis coroados por duas brasas vermelhas. Para fugir daquele olhar baixei a vista e Instintivamente percorri o Corpo grande do homem cujas extremidades saíam dois pés de cabra ! Corri com todo meu Pavor. E cheguei na praia de Botafogo, SÓ e ARRASADO. Guardei meu Pânico Inconfessável. E me fiz mais Homem ! Porque Eu estava Só. Diante do Meu mundo. Dez anos depois, num centro espírita, baixou um tal de Exu-Tiriri. A mesma voz me perguntou entre tantas pessoas : ' Você se lembra quando ascendeu o meu Charuto ? ' Como negar ? Eu era muito menos informado, muito Moço, e muito Só. Eu precisava responder a essas coisas que se instalaram no meu destino com a maior sem-cerimônia. E o caminho mais próximo na época era sem dúvida o Espiritismo. Mas, além de simplista o espiritismo - com Raras e Brilhantes exceções - congrega uma Casta muito grande de Enganadores, Mistificadores. E Eu parti para Esquemas mais Elevados.. (.. ) .. Arrancar de Mim esse Enorme e Constante ' Porquê' . Saber os Contornos - para mim Nítidos - desses Mistérios.. (.. ) ..Tenho esses problemas a resolver com os MORTOS, mas tenho um grande Compromisso com os VIVOS.. "

Chico retornou ao Sítio onde nasceu em 1984, em uma Reportagem Especial do Jornalista Pedro Bial para o GLOBO REPÓRTER. Visitou a casa onde nasceu e, visivelmente emocionado, relembrou várias histórias que viveu ali. Duplamente ARIANO ( como já mencionado ), não acreditava muito em Horóscopo ou Astrologia, mas trazia consigo todas as características do Signo, e vez por outra falava com Propriedade sobre o Assunto : " Ser Ariano é muito difícil, é muito ruim. Ariano é um Líder Nato e tem personalidade muito forte, sentimentos fortes, guarda as coisas para si, deixa para explodir na última hora, e quando explode, é um Estrago."

Sua Sinceridade Nua e Crua, suas Opiniões Firmes e por vezes Audaciosas e os Desabafos e Polêmicas ao longo da Carreira, comprovam essa Tese.

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais ) ( Instagram >> @MEMORIALCHICOANYSIO )