VOCÊ CONHECE CHICO ANYSIO ? - PARTE 20

19/08/2021

Com o próprio Pai, Sr. Francisco Anízio de Oliveira Paula, até que Chico Anysio se dava bem. Considerava o Pai um HUMORISTA NATO, daqueles que fazia qualquer pessoa em volta RIR com um simples Comentário de algum Assunto ou Piada Pronta. Apesar disso, não Herdou a veia Cômica de seu Pai. Era um Garoto Tímido, que se tornou um Homem extremamente Sério e Introspectivo, como ele mesmo Dizia, Incapaz de contar uma Piada ou fazer Graça numa roda de Amigos, Desenvolvendo sua Vertente Humorística conforme a Habilidade em Imitar Pessoas e fazer Vozes e optar pelo Caminho do " Aquele que faz Vários ", fazendo o ATO DO RISO se encaixar e Acontecer Conforme as Encenações/Diálogos, porém, sem Obrigatoriedade, já que acreditava no HUMOR REFLEXIVO e Defendia a TESE de que : " O Humor pode ser TUDO, até Engraçado. " Dizia ter Aprendido TUDO sobre HUMOR e seus ESQUEMAS através de Haroldo Barbosa :

" Não se começa a escrever uma Cena sem que se saiba o Desfecho, Humor escreve-se do Fim para o Começo. A Cena acaba assim.. e, ao saber como a Cena acaba, ela começa a ser escrita. Uma das coisas que mais me aborrecem, até hoje, é receber de um Autor de Humor uma Cena que, muitas vezes, é Engraçadíssima no seu decorrer e.. não tem um bom Final. "

" Quando há um Comediante na Cena, tudo que ele disser, se não puder ser engraçado, tem que ser, no mínimo, ' diferente ', nunca uma frase Neutra. "


Ao longo dos Anos, no que se Refere a PALCO, fazendo Inúmeras Apresentações de seus Shows pelo País, percebeu Algo que explicava em vários Lugares : " RITMO é mais Importante do que a GRAÇA. Todo mundo suporta um Texto tremendamente Ritmado e sem graça, mas não aguenta um negócio que se Arrasta. " Sobre Televisão, era ENFÁTICO : NÃO REPETIR CENA ( Segundo Ele, no HUMOR quanto mais Repetida a Cena, mais ela vai piorando, com o risco de até perder a Graça, ao contrário do DRAMA, em que, quanto mais a Cena é Regravada, mais ela vai melhorando, se aperfeiçoando ).

Chico Anysio soube impregnar seu estilo Peculiar de fazer Humor no Ramo Literário, sem se deixar Prender pelo Humorismo o tempo todo. Quando Chico escreveu seu primeiro Livro, O BATIZADO DA VACA, lançado em 1972, algumas pessoas se surpreenderam, assim como O ENTERRO DO ANÃO, lançado no ano seguinte. Ao contrário do que se esperava, Chico apresentou Contos, vários deles de conteúdo Trágico ( nenhum outro Aspecto mais Presente na Comédia do que Isto ! ). Porém, quem esperava RISOS e mais RISOS, estranhou um pouco. Depois do Sucesso de vendas de É MENTIRA, TERTA ?, também de 1973, inspirado no Clássico Personagem PANTALEÃO e suas histórias Inacreditáveis, A CURVA DO CALOMBO, de 1974, voltou a surpreender. Um misto de Seriedade e Comicidade, pouca gente Sacou na época a Capacidade de Chico escrever Seriamente e ser Enfático através da Satirização. Esse Aspecto ficou muito claro quando, em 1995, escreveu O ANALISTA, abordando de maneira Cômica a PSICANÁLISE e os Traços do Comportamento Humano. " O Livro de Chico Anysio é Bifactual. Une as Polaridades da extrema Hilariedade pela Forma e da séria Gravidade pelo Conteúdo. ", escreveu o Psiquiatra Marcos Gebara, um dos Profissionais convidados a darem seus Pareceres a respeito do Livro de Chico, lançado em 1996.

1996 foi uma espécie de RETORNO de Chico Anysio, propriamente dito, ao Ar ! CHICO TOTAL ( 2 ª Versão ) Marcou o RETORNO de Chico Anysio á TV. Após 5 anos ininterruptos, caracterizado apenas de PROF. RAIMUNDO, Chico, que durante esses anos declarou em várias entrevistas NUNCA MAIS fazer esse tipo de programa, com seus vários personagens, acabou ressurgindo na tela protagonizando seus tipos CLÁSSICOS e mais alguns INÉDITOS, criados especialmente para o novo programa.

Tudo começou por volta de Junho/Julho de 1995. Chico, na época enfrentando problemas nas cordas vocais, por orientação médica, pediu á GLOBO que encerrasse a exibição da ESCOLINHA DO PROF. RAIMUNDO. O Programa era diário, e o timbre de Voz do personagem acabou prejudicando e causando um desgaste. O Ideal era Chico ter continuado com o programa uma vez por semana, com meia-hora de duração. Mas Boni ( na época, diretor geral da emissora ), não aceitou a proposta. Ficou acertado que Chico estrearia nas noites de sábado um programa intitulado CHICO AO VIVO.

CHICO AO VIVO estrearia logo em Agosto do mesmo ano, mas houve mudanças de planejamento, e só estreou em 06/04/96, já com nome modificado para CHICO TOTAL ( tal qual o nome do programa mensal que Chico realizou pela GLOBO em 1981, mas com formato diferente ). Ainda em 1995, Chico declarou : " Será um programa de variedades. Vou apresentar novos comediantes, como em uma revista. O ' ao vivo ' é modo de dizer, já que o programa será gravado nas quartas á noite, com plateia. "

O Teatro Fênix foi escolhido como o Cenário das aberturas do programa, onde Chico apresentava seus Monólogos á plateia, e onde apresentava/comentava os quadros a serem exibidos durante o programa ( gravações de estúdio ). Várias encenações com convidados especiais ( e mesmo algumas do programa ) foram realizadas no próprio Teatro.

CHICO TOTAL tinha 9 quadros Temáticos : JORNAL DO LOBO, CHICO CITY, CHICO ANYSIO SHOW, O MUNDO É DAS MULHERES, BOTECO DO FUMAÇA, SHOW DO GAMA, CAFÉ BOLA BRANCA, VAPT-VUPT e O CONFESSIONÁRIO, além de quadros específicos de Personagens, como as aulas de comédia do PROF. GAVIÃO, as entrevistas com ZELBERTO ZEL e CARETANO ZELOSO e com CLEÓFAS, O MILIONÁRIO, os encontros de DR. ROSSETI E DR. LOGULO e PRIMO RICO E PRIMO POBRE, e ainda as cenas de BENTO CARNEIRO.

Os três primeiros programas tiveram direção de Marcelo Saback e Reynaldo Boury, sendo a direção geral á cargo de Reynaldo. A partir do quarto episódio, Francisco Milani assumiu a direção geral. Bruno Mazzeo, á época com 19 anos de idade, era o roteirista do programa do pai. A Mudança de Direção geral do Humorístico, a Cargo de Milani, como forma de trazer mais Dinamismo ao Programa, chegou a ser Destaque de Reportagem do Jornal O GLOBO ( já Postada neste Blog ! )

CHICO TOTAL, na época, enfrentava uma disputa acirrada com A PRAÇA É NOSSA, que ia ao ar no mesmo horário pelo SBT, mas em nenhum momento apresentou problemas de rejeição ou fracasso de audiência. Uma certa diminuição na reta final, mas nada que abalasse seu sucesso.

Com redação de Chico Anysio, Ayres Vinagre, Bernardo Guilherme, Bruno Mazzeo, Marcelo Gonçalves, Nani, Paulo Duarte, Péricles de Barros e Ricardo Hofstetter, CHICO TOTAL totalizou 32 episódios.

CHICO TOTAL teve seu último episódio exibido em 14/12/96. O que era para ser a Despedida do Ano, acabou se tornando, sem querer, a Despedida definitiva. Em 1997, Chico Anysio sofreu um acidente doméstico que fraturou sua Mandíbula, fato que impediu a continuidade do programa. Chico chegou a gravar, mais tarde, alguns episódios, usando uma prótese que ajudava a disfarçar sua paralisia labial, mas não aprovou o resultado final e não permitiu que fosse para o ar. Nessa mesma época veio a decisão pessoal de se mudar com a família para Nova Iorque e, por lá, recomeçar sua carreira como roteirista de filmes. Preocupado com os rumos profissionais dos que estiveram com ele em CHICO TOTAL, planejou a continuação do programa sem ele, apenas quadros variados com os antigos e novos comediantes, ideia que não foi aprovada pela GLOBO, mas que foi, digamos, o " embrião " do que dois anos depois viria a se tornar o ZORRA TOTAL, com Chico Anysio já separado de Zélia Cardoso e restabelecido no Brasil.

Relembremos então, como toda essa FASE começou : Durante suas Férias ( enquanto Reprises dos Melhores Momentos de CHICO TOTAL eram exibidas na GLOBO ), uma FATALIDADE : em Fevereiro de 1997, Chico levou um TOMBO dentro da Piscina de seu Sítio. O Acidente Doméstico acabou Fraturando sua Mandíbula. Não bastasse o Acidente, durante a Cirurgia passou por DUAS OUTRAS FATALIDADES : um ERRO CIRÚRGICO que provocou uma PARALISIA LABIAL e um RISCO DE VIDA Pós-Operatório. A Operação de Chico Anysio ( que foi Simples e teve duração de cerca de 40 Minutos) ocasionou um grande SUSTO : no Pós-operatório, Chico sofreu um Espasmo Pulmonar, e os Médicos levaram Sete Horas e meia para que Ele voltasse a Reagir : " Eu pensei que fosse Morrer. Não tinha Ar para respirar. O Pior é que fiquei o tempo todo Consciente ! ", contou em Reportagem da Revista CARAS.

Tempos depois, trazendo a Sequela da Paralisia Labial, concedeu entrevista á Revista VEJA, da Editora Abril ( Conteúdo já Postado neste Blog ! ). Chico contou sobre a Internação na Clínica do Cirurgião Plástico Ivo Pitanguy ( falecido em 2016), de onde, nas palavras dele, " Entrou para Consertar um Osso " e Saiu " de Boca Torta ". " Meus Médicos já me disseram que Nunca Mais serei o Mesmo ".

Chico Anysio estava com a Reestreia de CHICO TOTAL prevista para 29 de Março de 1997. O Acidente e o ERRO CIRÚRGICO acabaram trazendo Prejuízos a Ele e a TV GLOBO.

Edgar Alves Costa, Médico e Cirurgião Dentista, foi o Responsável pela Operação de Chico Anysio. Na época, Edgar era Presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia CranioeMaxiloFacial. Na época, Edgar tentou justificar a Paralisia Labial de Chico : " é uma Região Perigosa, mas acho muito difícil que o Nervo tenha sido Atingido.. (.. ) ..O Nervo pode ter sido traumatizado pela Pancada da Queda, ou pelo Inchaço.. ", disse na mesma Reportagem da Revista VEJA.

Chico passou a fazer Fisioterapia e acabou desistindo de se tratar com Edgar, na época cogitando até a possibilidade de Processá-lo. Chico também passou a Usar uma Prótese, entre a Gengiva e a Bochecha, prótese da qual não se adaptou, e brincava : " Fiquei com a Boca do Sylvester Stalone, mas sem o Dinheiro Dele ".

Quatro meses após o acidente que fraturou sua mandíbula, decidiu se mudar para o Exterior com Zélia Cardoso ( sua Esposa na época ) e os filhos do Casal. A Repórter Angélica Basthi, da extinta Revista AMIGA -TV TUDO, acompanhou a Apresentação de Chico Anysio no TEATRO CARLOS GOMES, em Show beneficente para o LAR FREI LUÍS e apurou os Desabafos de Chico : " Não podem me chamar de Burro. Se não respeitam meu trabalho, respeitem pelo menos minha Idade.. (.. ) " ..Acho que descontam em mim a raiva que sentem da Zélia. Não tenho nada a ver com o que Ela fez.. (.. ) " ..Não estou abandonando o meu país.. (.. ) " ..Já fui a seis médicos, e um deles me disse que em no máximo dois anos, estarei Bom. "

Chico Anysio, em várias Entrevistas, dizia que sua Mudança de País era por causa dos Filhos ( Rodrigo e Victoria, frutos do Casamento com Zélia ), a Oportunidade de terem uma Criação Diferenciada e Estilo de Vida Melhor. Mas também desabafava o Descontentamento com a Mídia e o Público.

Decidiu Recomeçar DO ZERO em Nova Iorque, tentando Emplacar a Carreira de ROTEIRISTA DE CINEMA. Já saiu do Brasil Carregado de Material Pronto a ser Apresentado a Agentes e Artistas. O Filme mais Comentado pela Imprensa era THE FRIAR. Chico pretendia que o Astro Sean Connery fizesse o Filme. Chegou a declarar em algumas entrevistas no Brasil, que tinha a mais absoluta Certeza de que seu Nome seria indicado ao OSCAR, na Categoria MELHOR ROTEIRO ORIGINAL.

Alguns Meses depois de sua chegada em NY, apareceu em um CLIQUE ao lado do Astro Robert de Niro, publicado no Lendário Jornal Internacional THE NEW YORK TIMES, que foi Republicado pelo JORNAL DO BRASIL, de forma Sensacionalista. Toda a Empolgação Retratada ( e Relatada ) não foi bem assim. Todos os Projetos de Chico foram Rejeitados, alguns sequer Lidos pelos Agentes dos Grandes Atores Internacionais. Infelizmente, a Carreira de Roteirista por lá não Vingou, e o Retorno Definitivo ao Brasil aconteceu 2 Anos depois, em 1999.

Em 1998, ainda tentando Emplacar a Carreira de ROTEIRISTA no Exterior, Chico passou a se dividir entre E.U.A e Brasil. A TV GLOBO, nessa época, como já visto em partes anteriores, já não era mais administrada por José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni. Marluce Dias da Silva havia assumido o Cargo de Direção Geral de Programação da emissora. Sem Espaço ( e sem a Liberdade de antes ) para trabalhar, muito se negociou até sua Volta efetiva á grade da TV GLOBO.

O Espetáculo O DIREITO DE RIR E RIR marcou a Despedida do Mestre nos Palcos e do Brasil, quando resolveu se mudar com a família para NY. OLHA EU AQUI OUTRA VEZ marcou seu retorno ao Brasil em 1998 e a estreia do Show marcou a REINAUGURAÇÃO do TEATRO DA LAGOA.

Surgiu a Proposta de Chico fazer um SERIADO. Assim nasceu O BELO E AS FERAS. Tendo os Episódios Dirigidos por Mário Márcio Bandarra ( apenas o Episódio de Estreia SÓ O AMOR DESTRÓI, foi dirigido por Jorge Fernando e os Episódios SERMÃO É PADECER NO PARAÍSO, AMÁLIAS QUE VEM PARA O BEM, AZAR NO JOGO, PIOR NO AMOR, MULHER DE AMIGO MEU, PRA MIM É ÓTIMO e AS APARÊNCIAS ENCANTAM por Cininha de Paula ), Co-Dirigidos por Paulo Ghelli e tendo Bruno Mazzeo, Bernardo Guilherme, Marcelo Gonçalves, Heloísa Perissé, Cláudio Torres Gonzaga, Bernardo Jablonsk, Ricardo Hofstetter, Ângela Chaves, Péricles de Barros e Márcio Wilson como os Autores/Roteiristas ( cada qual em Episódios Diferentes ), O BELO E AS FERAS durou apenas 5 Meses ( de 6 de Janeiro a 22 de Maio de 1999 ). Apesar de Engraçado e Criativo, o público não embarcou na Ideia, sentindo falta de Chico na Pele de seus diversos Personagens Clássicos.

O Programa começou a ser gravado em 1998. Em Agosto daquele Ano, foi destaque no Caderno de Variedades do Jornal FOLHA DE SÃO PAULO. Na Reportagem da FOLHA, Bruno Mazzeo, filho de Chico e um dos Roteiristas da Série, previu a possibilidade do Público estranhar seu Pai trabalhando sem Caracterizações e, inclusive, ser alvo de Críticas Midiáticas. Infelizmente, foi o que Aconteceu.

Marluce Dias da Silva, como já abordado em textos anteriores, se aproveitou da baixa audiência e fez sair do Ar o que Ela mesma não queria amis que continuasse sendo exibido. Chico Anysio, porém, acreditava no Sucesso do humorístico e se surpreendeu quando as gravações foram Suspensas. "O BELO foi ao Ar ás Quartas-feiras durante doze semanas. Nesse período, houve cinco Jogos ( Futebol ). Passou para o Sábado com apenas quatro chamadas e encarou um programa que estava há cinco anos no horário, A PRAÇA É NOSSA. Mesmo assim, no último dia Vencemos Bem, com 6 pontos de diferença", declarou á jornalista Luciana Costa em entrevista para a CONTIGO. " O BELO não volta mais, nem que a GLOBO proponha. Não vou entrar neste Redemoinho em que eles estão. Meu compromisso com o ZORRA é fazer a ESCOLINHA DO PROFESSOR RAIMUNDO e o ALBERTO ROBERTO. Não pretendo propor mais nada. "

Chico, desde a saída de Boni do Cargo de Diretor Geral de Programação, sentiu sua AUTONOMIA se perder completamente dentro da GLOBO. Sempre teve Carta Branca para fazer o quisesse em seus Programas e pouquíssimas vezes foi Contestado, seja por Conteúdo ou por Audiência. A chegada de Marluce mudou tudo : " Estou mal-acostumado. Passei 29 anos na GLOBO fazendo o que queria. Hoje não é mais assim. Agora tenho de fazer o que a Direção quer. Está certo, e a Direção é altamente Competente, mas é um tipo de trabalho do qual não estou acostumado e que não me agrada muito", continuou na mesma entrevista.

Ainda falou sobre o IBOPE, defendendo a tese de que a Mediação de PONTOS compromete a qualidade da programação : " Naturalmente. O Ibope mediado minuto a minuto é mediado só na cidade de São Paulo. Então, para conseguir um bom Ibope, temos de fazer programas específicos para a cidade, que tem gosto duvidoso. São Paulo aprecia programas de calouros, sensacionalistas, que não agradam ao resto do país.. (.. ) ..O Ibope está enlouquecendo a GLOBO.. ( .. ) ..O Ibope é metade do que era. Mas o Faturamento da GLOBO não foi alterado. Se não caiu, significa que os anunciantes estão dando ao Ibope a mesma importância que EU : nenhuma. "

Declarou ainda á repórter, qual seria sua Situação Ideal dentro da emissora naquele período : " Ser Diretor do Departamento de Eventos Inúteis, o DEI. Criaria um evento inútil por ano para que eles não fizessem e receberia 10 vezes o que ganho. Poderíamos, por exemplo, afastar a Lagoa Rodrigo de Freitas para o pessoal andar de SKATE. Ficaria felicíssimo em só pensar coisas que não dependessem de Ibope. "



Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais ) ( @chicoanysiototal )