VOCÊ CONHECE CHICO ANYSIO ? - PARTE 5

28/07/2021

Chico Anysio lamentava a TV RECORD, com todo seu sucesso e audiência dominante nunca ter aproveitado as Condições favoráveis e se tornado um GRANDE POTÊNCIA Televisiva. Explicou em sua Autobiografia : " A RECORD não era uma Empresa, era uma Família.. (.. ) .. A RECORD durou pouco, mas foi a que menos tentou. Um pouco mais de cuidado e teria ido bem mais longe. Foi a que menos investiu e buscou uma Aprimoração enquanto estava na CRISTA. Sempre foi " Amadora ". Um pouco mais de Profissionalismo e poderia ter se transformado numa Força Real da Televisão Brasileira. Mesmo sendo uma Estação do Tipo ' feita em casa ' , foi Responsável por muita coisa de Fundamental Importância, como o lançamento do JOVEM GUARDA, por exemplo.. " (.. ) .. " O Brasil achava que a RECORD era uma coisa Hollywoodiana. Que engano. Eram dois teatros e um estúdiozinho no aeroporto. O telejornal era feito num corredor. Ficava uma pessoa tomando conta e pedindo silêncio, enquanto o jornal ia para o Ar. Só que o elenco era um deslumbramento. Quem não estava na RECORD não existia. Nunca esquecerei o dia em que o Paulinho Machado de Carvalho marcou uma reunião para saber a razão pela qual o programa estava dando apenas 45 pontos no Ibope. Hoje ( em 1992 ), se um programa da RECORD der 15 pontos o Bispo Macedo se converte ao Catolicismo. "


Antes da sua chegada á TV GLOBO, em 1969, Chico ainda retornaria á EXCELSIOR, a convite de Maurício Sherman para participar do HOTEL DO CRIOULO DOIDO, escrito por Jota Ruy, Haroldo Barbosa e Paulo Silvino. " Minha intervenção resumia-se a uma entrevista no final. Eu entrevistava uma pessoa do povo. Um bombeiro que havia salvo uma criança num incêndio, um homem que evitou um assalto num ônibus, coisas assim. Até que a minha parte funcionava, como muitas coisas do programa também davam certo, mas uma televisão não se faz com ' um programa '; faz-se com ' uma programação '. A TV EXCELSIOR além do HOTEL DO CRIOULO DOIDO, não tinha mais nada e o HOTEL entrou no time do nada. " Chico também ainda retornaria á RECORD para outra Participação Histórica no PRÊMIO ROQUETE PINTO.

Naquele período, Chico se dedicava mesmo aos Palcos : " " Continuei no TBC com casas lotadas todas as noites e, por um tempo cheguei a esquecer a televisão. Nem ligava a minha. Não por bronca ou coisa semelhante, mas por falta de interesse. Não havia nada que valesse a pena ser visto.. (.. ) ..Foi a época em que menos trabalhei na vida. Passava o dia esperando pela noite, hora em que subia ao palco e fazia o meu espetáculo para uma casa invariavelmente lotada." Foi quando Ricardo Amaral, que inauguraria o TEATRO DA LAGOA, no Rio de Janeiro, propôs a Chico que a abertura da casa fosse com sua apresentação. " Marcamos a estreia para Janeiro de 1969, já que minha temporada no TBC acabaria em Dezembro de 1968. "

CHICO ANÍSIO.. SÓ foi o primeiro show Efetivo da Carreira de Chico Anysio. Criado e Lançado em 1963, no final da década se tornou um dos mais Marcantes de toda sua trajetória nos Palcos. O Show era dirigido por Antônio Pedro em São Paulo e no Rio, por Oswaldo Loureiro. Assim foi popularizado o que anos mais tarde chamariam de STAND-UP. Chico Anysio fazia sucesso absoluto com o show CHICO ANÍSIO.. SÓ e pretendia voltar a São Paulo após a temporada carioca do espetáculo, se apresentar no TBC e excursar o Brasil inteiro se apresentando, voltando com o show no Rio somente em 1974. Uma proposta do SUPERMERCADO DISCO foi o que mudou seus planos. Queriam que Chico fizesse um programa para eles, através da TV GLOBO, onde Chico reencontrou Boni, então diretor da emissora. Assim nasceu CHICO ESPECIAL, um programa com esquetes rápidas, com encenações baseadas em situações diversas do cotidiano. Daniel Filho foi escalado para dirigir. Ao final do contrato, Boni exigiu que a renovação não fosse mais através do Supermercado, mas pela própria TV GLOBO. CHICO ESPECIAL fazia sucesso, e passou de CHICO ESPECIAL para o nome de VOCÊ TEM TEMPO ?, e mais tarde foi substituído por CHICO EM QUADRINHOS.

Nesse mesmo período de 1969, lançou seu primeiro LP Efetivo da Carreira ( o Primeiro LP da Carreira do Mestre, em 1962, lançado pela PHILIPS, como já visto, se referia ao Programa CHICO ANÍSIO SHOW ). CHICO ANÍSIO INAUGURA O HUMOR DANÇANTE, lançado também pela PHILIPS, foi uma ideia de Nonato Buzar. " O Buzar teve a ideia e o produtor Armando Pitigliani comprou. Eram meus Personagens cantando. Quando acabei de fazer o disco falei : Isso não vai dar certo porque música é futebol e humor é basquete, são dois esportes diferentes. Joga-se num campo, com bola, mas um é com o pé, o outro é com a mão, não vai dar, não combina. E não funcionou ! " Clássicos da música brasileira como TEREZA DA PRAIA e SAMBA DE UMA NOTA SÓ ganharam Versões Humorísticas através dos Personagens de Chico. Na época, o Disco não obteve Sucesso, mas, décadas depois, passou a ser muito procurado e acabou se tornando CULT entre Colecionadores e Pesquisadores.

Ainda em 1969, Chico fazia parte da parte da Equipe de colaboradores do famoso Jornal O PASQUIM, onde Crônicas, Textos, Piadas e Tirinhas de Chico Anísio eram publicadas. Seu ofício de CRONISTA havia sido iniciado em 1968, quando passou a escrever ara a extinta revista REALIDADE, da Editora Abril. BRASIL, PAÍS DO AMANHÃ foi o primeiro Artigo de Chico Anysio publicado na Revista. Até então apenas humorista na TV e redator de seus próprios programas e de outros, aceitou explorar esse Ofício e já no primeiro texto chamou a atenção dos leitores. Outra Crônica, bem maior que a anterior, de 8 páginas, QUEM NÃO TEM SUA MANIA ?, também chamou a atenção dos leitores da revista e foi publicada na Edição 31. Porém, os trabalhos de Chico em REALIDADE duraram pouco tempo.

Durante essas passagens, e em meio á sua chegada á TV GLOBO, o grande FRISSON na Carreira de Chico Anysio era o espetáculo CHICO ANÍSIO SÓ.. Com temporadas no TBC em 1968, foi o Show que Inaugurou o TEATRO DA LAGOA, no Rio de Janeiro, em 1969. " A noite da estreia foi uma loucura. A passarela entre as poltronas foi colocada ás nove da noite. Parecia filme do Jacques Tati : tudo sendo feito em cima da hora. Ás nove e meia do dia seis de Janeiro de 1969, eu entrei no Palco e tudo correu ainda melhor do que em São Paulo. Eu tinha 38 anos, era grande novidade para o Rio, onde só havia atuado naqueles dois shows com a Rose : no FLUMINENSE e no CLUBE NAVAL. A plateia parecia estar tendo uma surpresa, já que só me conhecia, até então, atrás das caracterizações dos personagens. Eu fazia oito sessões por semana, de terça a domingo, sendo que aos sábados e domingos fazia dois espetáculos. A média do público presente foi superior ao número de poltronas. O Ricardo ( Amaral, Empresário ) chegou a inaugurar uma placa que está lá até hoje " ( Relatos em sua Autobiografia de 1992 ). Em 8 de Janeiro do ano seguinte, já Consolidado, o show Estreou com igual Sucesso no TEATRO GINÁSTICO, também no Rio.

Em quase toda sua Carreira, Chico Anysio se dividiu entre as gravações de seus Programas na TV e as viagens pelo País com seus Shows, algo cansativo, mas um esquema do qual ele não abria mão, apesar de reconhecer as diferenças entre um trabalho e outro : " Na Televisão trabalho com uma equipe enorme, tenho o recurso da maquiagem, e o programa é gravado no período de até quinze horas, dependendo das dificuldades de cada dia. No Teatro, trabalho sozinho, apesar de contar com um conjunto e um trio vocal, sem poder utilizar o recurso da maquiagem, somente Voz e Gestos. A Televisão dá uma facilidade maior na composição do Tipo, mas o teatro dá uma liberdade maior ao que o Tipo Diz. Essa é a grande diferença " , contou em reportagem publicada em 1974 á revista AMIGA.

Em 1969, o Sucesso estrondoso de CHICO ANÍSIO SÓ.. já havia atingido 220 apresentações e sido Visto por 80 Mil espectadores. O Espetáculo acabou se Eternizando, apesar dos tantos outros Espetáculos que vieram Posteriormente, com Igual Sucesso. " O Ricardo ( Amaral ) chegou a inaugurar uma PLACA que está Lá ( TEATRO DA LAGOA ) até hoje ( 1992 ).. " ( .. ) .. " Tenho uma FITA deste show e não gosto de ouvir. Eu era tão pior do que sou Hoje que chego a achar estranho que ' aquilo ' tenha agradado. Eu ainda não dominava o tempo, o ritmo, o tom de cada fala. Não sabia aproximar ou afastar o microfone na dependência do que falava ou de ' quem ' falava. Meu olhar corria pela plateia, o que dificultava a compreensão do público. Chamo isso de geografia do show. Cada pessoa ' está num lugar '. O olhar deve mostrar a plateia onde cada um está. Isto facilita o entendimento e em 69 eu ainda não sabia disso. Mas, como o público também não sabia, gostou. Gostou muito. Sei de pessoas que viram o espetáculo dez, quinze vezes. Até hoje me falam da estória do AVIÃO DE MARANGUAPE, do Negão do ' LEPT-LEPT ', do FOGUETE BRASILEIRO..", relembrou Chico em sua Autobiografia.

A Inauguração do TEATRO DA LAGOA ( em 8 de Janeiro de 1969 ) foi Notícia em vários Veículos de Comunicação. O Jornal O GLOBO destacou : " Ricardo ( Amaral ) pretende fazer da LAGOA o Maior Centro de Diversões do Rio. Aproveitando o cenário romântico, construiu no mesmo Local uma Boate, o DRUNGSTORE e um Boliche. O Boliche caiu de moda, e foi substituído por uma Boate, a SUCATA e pelo TEATRO ". Chico Anysio tinha certeza de que não teria a Desaprovação de ninguém. Por isso, não se importou com a pouca Promoção que foi feita para ele. Disse que : " se estivesse estreando, provavelmente não faria o Show nestas circunstâncias, mas agora, mesmo sem Promoção, as pessoas que assistirem ao Show contarão a outras, e a Plateia estará Garantida. " Declarou que acima de tudo, existe uma completa Informalidade. Depois explicou que no Humorismo é muito difícil fazer com que a plateia não apenas Ouça, mas Participe. " A Motivação do Show, naturalmente, é o RISO, mas Chico diz que a Risada é apenas uma consequência e não um fim em si. O Humorismo é importante porque faz os Espectadores Pensarem. Assim, a Satisfação de Chico ao ouvir Rir, é porque sabe que entenderam o que Ele quis dizer", finalizou a Reportagem.

GOSTEI MAIS DO OUTRO, lançado em 12 de Janeiro de 1970, acabou repetindo a Repercussão do Espetáculo anterior. Havia, na uma ESTRATÉGIA INTELIGENTE de Chico por trás da Escolha do TÍTULO : " O Nome foi escolhido com muita atenção, porque este é o Comentário mais frequente nas saídas dos teatros. E Sempre que alguém Comentar desse jeito estará fazendo uma Propaganda do Meu Show. Um Castigozinho, bem arquitetado, para os Insatisfeitos. Senão um Castigo, pelo menos uma forma de extrair alguma coisa positiva da Insatisfação de Cada Um. Mas, sinceramente, espero que saiam dizendo : ' Gostei mais Deste ! Portanto, GOSTEI MAIS DO OUTRO foi Pensado Propositalmente por Chico Anysio, como forma de tirar a Oportunidade do Público ( e dos Críticos ! ) de falarem negativamente de seu Novo Espetáculo ou Compararem com o Anterior, cujo Sucesso havia sido Meteórico.

Foi o Espetáculo que deu Origem ao Histórico LP CHICO ANÍSIO AO VIVO, de 1975, Relançado naquele mesmo Ano pela SOM LIVRE, com outra CAPA. Antes, Chico já havia lançado seu primeiro LP referente a SHOWS, CHICO ANÍSIO - FANTÁSTICO, de 1973, lançado pela CONTINENTAL, com Textos de Chico e Arnaud Rodrigues. Posteriormente vieram os Sucessos UMA NOITE COM CHICO ANÍSIO e NO QUARTO COM CHICO.

Kerley Fernandes Salguero, ( fã, admiradora e idealizadora de conteúdo para projetos virtuais ) ( @chicoanysiototal )